Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Guri

SIGA O EM

ROLA NA ESCOLA/COLÉGIO ARNALDO

No Colégio Arnaldo, brincadeira é coisa séria

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/08/2015 16:07 / atualizado em 03/08/2015 17:03

Estado de Minas


Segundo o ditado, quem canta os males espanta. Mas no universo infantil, a sabedoria popular também se aplica às brincadeiras. Muito além da simples fantasia, o ato de brincar é essencial para o desenvolvimento da criançada e os benefícios são comprovados em diversas pesquisas que atestam a legitimidade desse direito, garantido na Declaração Universal dos Direitos das Crianças.
Érica Santiago/Colégio Arnaldo

Em um mundo onde os pequenos têm rotinas cada vez mais atribuladas, tomadas por diversas atividades e compromissos, é raro que tenham espaço e tempo simplesmente para brincar. Entretanto, estudos ligados à neurociência apontam a importância da brincadeira para a fomentação do pleno desenvolvimento da criança, sobretudo do ponto de vista social e cognitivo.

O momento da brincadeira é garantido no Colégio Arnaldo. A escola dispõe de uma brinquedoteca, espaço especialmente preparado para estimular a criança a brincar, possibilitando o acesso a diversos itens em um ambiente lúdico. As atividades propostas têm como objetivo o estímulo ao autoconhecimento, confiança, amizade, paciência, autoestima, coordenação motora, musicalidade e ritmo.

O colégio utiliza também com frequência o espaço externo para organizar atividades com os alunos, além dos trabalhos realizados fora da escola, aliando diversão e educação. Um exemplo é a exposição Jardim Japonês, que surgiu depois de um trabalho de campo dos alunos do 2º período, realizado no Jardim Japonês do Zoológico de BH.
Érica Santiago/Colégio Arnaldo

FLORES A turma aprendeu que o origami é a arte japonesa de fazer dobraduras de papel e, a partir disso, cada criança confeccionou um origami representando o que mais gostou no jardim. Os trabalhos foram expostos nos murais do colégio e reafirmaram o potencial criativo dos alunos, que já haviam estudado sobre o Japão em sala de aula. Durante a excursão, eles observaram e apreciaram o que mais gostaram, como o cisne, as carpas e as flores das cerejeiras.

E você? Também gosta de origamis? Para Adrian Magalhães, qualquer brincadeira é válida. “Brincar é sim muito importante. Posso me divertir sozinho ou com colegas. É um momento de descontração e alegria”, diz. Vitória Menezes, de 10 anos, não abre mão dos momentos de brincadeira, que, para ela, são válidos em qualquer hora do dia. “Não tem hora certa para brincar. Toda hora é hora. Todas as crianças gostam e é muito legal quando temos companhia. Brincaria o dia todo se deixassem”, afirma.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600