Publicidade

Estado de Minas

Tempo seco deixa BH em alerta e cidades do interior com clima de deserto

A umidade relativa do ar deve chegar a 20% na tarde desta quinta-feira. Já em cidades do Triângulo, Nordeste e Leste do estado, os índices pode ficar em 12%


postado em 07/09/2017 08:26 / atualizado em 07/09/2017 08:35

A baixa umidade é provocada por uma massa de ar seco que está sobre o país(foto: Defesa Civil/Divulgação)
A baixa umidade é provocada por uma massa de ar seco que está sobre o país (foto: Defesa Civil/Divulgação)

A baixa umidade relativa do ar deixa Belo Horizonte em situação de alerta neste feriado de 7 de Setembro. Os índices devem atingir 20%, o que pode levar risco à saúde. A capital mineira está há 86 dias sem chuva. No interior, a situação pode ser ainda pior. O clima pode ficar idêntico ao de desertos, com valores chegando a 12%.

De acordo com o instituto de meteorologia PUC Minas TempoClima, a temperatura em BH vai ficar entre 14ºC e 28ºC nesta quinta-feira. A preocupação é com o tempo seco. Os índices vão ficar abaixo dos 30%. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o índice entre 21% e 30% como estado de atenção; entre 12% e 20%, de alerta, e abaixo de 12%, estado de emergência. O índice considerado ideal é 60%.

Os índices da umidade estão abaixo do 30% há dias em Belo Horizonte. Nessa quarta-feira, por exemplo, chegou a 24% na Região da Pampulha. Segundo a PUC Minas TempoClima, a situação é consequência de uma massa de ar seco que está sobre o Brasil.

No interior de Minas Gerais, a situação é ainda pior. Nesta quinta-feira, cidades das regiões do Triângulo Mineiro, Nordeste e Leste, a umidade pode chegar a 12%. Ontem, esse índice foi registrado em Campina Verde, na Região do Triângulo.

Cuidados

Com o tempo seco, o período recomendado para a prática de atividades físicas é antes das 10h e após as 17h. Outras orientações são usar roupas leves, fazer refeições leves, incluindo frutas e verduras, além de usar sombrinha ou guarda-chuva para andar nas ruas no período mais quente. A hidratação deve ser reforçada para as crianças, com a ingestão de bastante líquido. Os idosos também exigem atenção, pois são suscetíveis a problemas respiratórios. Para reduzir as consequências do clima seco, a receita é investir na hidratação, consumindo muitos líquidos e lavando o nariz com soro fisiológico, além de hidratar a pele.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade