Publicidade

Estado de Minas

Incêndio na Serra do Rola-Moça avança para região do Condomínio Retiro das Pedras

Previsão é que equipes continuem a tentar conter as chamas durante a noite. Não há estimativa da área atingida


postado em 03/09/2017 18:22 / atualizado em 03/09/2017 22:44

Imagens aéreas das viaturas do Corpo de Bombeiros dão a dimensão do incêndio que se alastra pelo Rola Moça(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Imagens aéreas das viaturas do Corpo de Bombeiros dão a dimensão do incêndio que se alastra pelo Rola Moça (foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Incêndio de grandes proporções que atinge o Parque do Rola-Moça avança e já chega próximo à área do Condomínio Retiro das Pedras, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O combate será mantido durante a noite para evitar que as chamas atingem os imóveis. O fogo destruiu a vegetação que circunda um dos mananciais do parque. A área queimada será mensurada nos próximos dias. As causas ainda estão sendo apuradas.

Ver galeria . 14 Fotos Incêndio no Parque Serra do Rola Moça mobiliza brigadistas e bombeiros para conter as chamas que avançam sobre manancialDivulgação/CBMG
Incêndio no Parque Serra do Rola Moça mobiliza brigadistas e bombeiros para conter as chamas que avançam sobre manancial (foto: Divulgação/CBMG )


O fogo começou no início da tarde deste domingo e avançou rapidamente. “Estamos enfrentando ventos muito forte. O fogo se concentrou na região conhecida como Catarina, onde há um manancial muito importante de mesmo nome. E lá foi dada a prioridade (de combate) para a vegetação que abastece esse manancial. Para o nosso azar, ali é uma área que tem uma linha de alta tensão e impedia a melhor condição de lançamento de água pelas aeronaves que tiveram que manter uma certa altura por motivos de segurança”, explicou o major Anderson Passos, do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres (Bemad).

Um grande aparato foi mobilizado para combater as chamas. Mais de 70 homens, do Corpo de Bombeiros tentam conter as chamas, além de equipes de brigadistas voluntários, do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e da Copasa. Eles contam com a ajuda de quatro aviões e um helicóptero.

Fogo atinge margens de manancial. Terreno íngreme dificulta os trabalhos de bombeiros e brigadistas(foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)
Fogo atinge margens de manancial. Terreno íngreme dificulta os trabalhos de bombeiros e brigadistas (foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)


As chamas ainda seguem descontroladas. De acordo com o Corpo de Bombeiros (Cobom), são três linhas de fogo, uma próxima à estrada dentro do parque, próximo ao Bairro Jardim Canadá, em Nova Lima, e outra próxima ao manancial Catarina. A topografia montanhosa e íngreme dificulta o combate ao incêndio. Por volta das 19h30, um novo foco foi detectado no parque. As chamas estão concentradas no limite norte da área verde próximo ao clube da Copasa. O local é conhecido como V2.  De acordo com o Corpo de Bombeiros, vários militares de folga se apresentaram no pelotão voluntariamente para fazer os trabalhos. Essa queimada foi controlada por volta das 22h.

“Vamos manter o combate durante a noite nos locais que forem possível e tiverem segurança. Vamos retomar amanhã (segunda-feira) cedo. Nosso planejamento é que antes do nascer do sol as equipes já estarem em campo, no alto da serra, para poder fazer esse combate e aproveitar o tempo mais frio. O plano é a gente tentar fazer isso até as 10h com bastante intensidade para tentar abrandar as chamas. Com olhos voltados para as áreas mais prioritárias, que são aquelas que circundam os mananciais”, completou Passos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade