Publicidade

Estado de Minas

Imagens de câmeras de segurança mostram assassinato de veterinária em Muriaé

Vítima é abordada e se nega a entregar telefone celular. Ela acaba levando um tiro a poucos metros de um homem com uma criança pequena


postado em 31/08/2017 21:51 / atualizado em 31/08/2017 22:19

Jovem foi morta ao negar entregar o celular(foto: Facebook/Reprodução)
Jovem foi morta ao negar entregar o celular (foto: Facebook/Reprodução)

Imagens que circulam em redes sociais relacionadas ao assassinato da médica veterinária Manuela Pereira da Matta, de 33 anos, em Muriaé, na Zona da Mata, mostram um crime praticado com crueldade e frieza. O homicídio aconteceu nessa quarta-feira na Rua São Pedro, no Centro da cidade. A vítima foi abordada e se negou a entregar o telefone celular. Ela acabou levando um tiro na calçada, a poucos metros de um homem que estava com uma criança pequena. Na gravação, o criminoso foge com um comparsa.



O crime aconteceu no meio da tarde, em uma rua movimentada da cidade. Nas imagens, a jovem anda pela calçada e para entre dois veículos que estavam estacionados. Câmeras de segurança de imóveis próximos mostram a veterinária mexendo no celular. No meio da rua, uma motocicleta para próximo a ela. Um rapaz que estava na garupa desce correndo e aponta a arma para a vítima. Ela reage e dá um passo para trás. Neste momento, é atingida por um tiro.

O atirador corre e vai ao encontro do comparsa que o espera na moto. Em seguida, os dois fogem em alta velocidade. O homem que estava com uma criança próximo à pedestre se desespera ao ver os ferimentos da vítima. Várias pessoas correm e cercam a jovem.

Horas depois do crime, três adolescentes, de 15, 16 e 17 anos, foram apreendidos. Em depoimento à Polícia Civil, o menor apontado como responsável pelos disparos afirmou estar sob efeito de drogas quando puxou o gatilho. Os dois mais velhos vão responder por ato infracional análogo ao crime de latrocínio, roubo seguido de morte. Com eles, foi apreendida a arma usada no crime e a motocicleta em que fugiram.

O corpo de Manuela foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. O sepultamento ocorreu na tarde desta quinta-feira, no Cemitério Santo Antônio do Glória, em Muriaé. A Universidade Federal de Viçosa (UFV) lamentou a morte. Por meio de nota, a instituição afirmou que "recebeu com pesar a notícia do falecimento (...) da aluna do programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Zootecnia desde 2014. Ela graduou-se em Medicina Veterinária em 2010, terminou o mestrado em 2013 e atualmente era doutoranda em Zootecnia na área de Fisiologia e Reprodução Animal".

 

(RG) 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade