Publicidade

Estado de Minas

Kalil se reúne com taxistas para tratar da regulamentação dos aplicativos

PBH promete tentar regulamentar o serviço oferecido pelo Uber e Cabify, mas depende de publicação de decisão do Tribunal de Justiça


postado em 21/08/2017 23:02 / atualizado em 21/08/2017 23:14

A primeira reunião com os taxistas para discutir a regulamentação dos aplicativos de transporte de passageiros, como Uber e Cabify, ocorreu nesta segunda-feira na Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). O encontro foi entre o prefeito Alexandre Kalil, o presidente da BHTrans, Célio Freitas; e o presidente do Sindicato dos Taxistas (Sincavir), Avelino Moreira.

Na ocasião, segundo nota da PBH, foi esclarecido à categoria de taxistas que é preciso aguardar a publicação da decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que vai definir o limite de atuação da BHTrans em relação à regulamentação dos aplicativos de transporte privado urbano.

Na semana passada, os motoristas dos aplicativos que oferecem serviços privados de transporte ganharam a queda de braços e poderão circular livremente em Belo Horizonte e em outras cidades, podendo também fazer viagens intermunicipais.

Em protesto, taxistas prometeram fechar o trânsito diariamente. Para evitar que isso acontecesse, a PBH fez nova promessa de tentar regulamentar o serviço oferecido por meio de aplicativos, diante de entendimento preliminar da empresa de que a Justiça abriu essa possibilidade com a decisão de quarta-feira.

Para garantir a regulação do serviço prometida aos taxistas, o prefeito determinou a criação de uma comissão que vai pautar as discussões. Embora a Justiça tenha liberado o funcionamento dos apps como Uber e Cabify, inclusive dispensando a necessidade de cadastro na BHTrans, os aplicativos serão chamados para definir regras sobre seu funcionamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade