Publicidade

Estado de Minas

Agente penitenciário abate drone com celulares e carregadores em presídio, em Uberlândia

Os aparelhos eram endereçados a presos. Um procedimento administrativo interno foi aberto para que o fato seja investigado


postado em 16/08/2017 20:50 / atualizado em 16/08/2017 21:11

(foto: Divulgação/SEAP)
(foto: Divulgação/SEAP)
No plantão da madrugada desta quarta-feira, um agente de segurança penitenciário abateu um drone que sobrevoava os pavilhões da Penitenciária Professor João Pimenta da Veiga, em Uberlândia, na Região do Triângulo. O equipamento transportava dois celulares, fones de ouvido e carregadores que supostamente seriam endereçados a presos da unidade.

O caso será apurado por meio de um procedimento administrativo interno. Os equipamentos eletrônicos foram apreendidos e encaminhandos para a Polícia Civil.

Em nota, a superintendente de Segurança Prisional da Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), Sara Simões Pires, cumprimentou os servidores. "A ação da unidade merece reconhecimento por ter evitado a entrada de objetos ilícitos na penitenciária", diz o texto. O desembargador Francisco Kupidlowski, secretário da Seap, também prestigiou o trabalho dos agentes, dizendo que é compromisso da pasta promover mais ações de prevenção e repressão à entrada de objetos nas unidades prisionais.



*Estagiário sob supervisão do editor André Garcia

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade