Publicidade

Estado de Minas

Avanço do mar causa destruição e interdita praia frequentada por mineiros em Guarapari

Força do mar derrubou árvores e parte do muro de contenção na orla da praia de Meaípe. Defesa Civil aumentou área de isolamento ontem


postado em 15/08/2017 09:49 / atualizado em 15/08/2017 10:20

A população de Guarapari, no Espírito Santo, está assustada com a situação da praia de Meaípe, uma das mais frequentadas pelos mineiros no litoral. A força do mar causou grande destruição e provocou a interdição do local. Moradores temem ter que deixar suas casas com o avanço das águas.

Neste fim de semana, árvores e até um muro de contenção foram derrubados pelas ondas. Em entrevista concedida nessa segunda-feira ao portal Gazeta Online, o gerente da Defesa Civil de Guarapari, Romildo Scalzer disse que a ressaca está forte desde 30 de julho, e que a situação vem sendo monitorada. Ele não descartou a possibilidade de aumentar o isolamento. "Estamos pensando em fazer algum tipo de contenção provisória. Vamos ver se será necessário isolar algum estabelecimento, porque a previsão é de ondas fortes até quarta.”, disse Scalzer ao portal local.



Na noite do último domingo, o padre Jairo Souza, da Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, em Meaípe, usou o Facebook para falar sobre a situação no local e reclamar da infraestrutura no bairro. “Já a (sic) dois anos que a maré tem levado o quebra mar e agora foi mais forte e levou tudo... até mesmo as castanheiras... fico triste pois a Praia de Meaipe quem a conheceu a 10 anos trás era linda com uma extensa faixa de areia e agora não tem nada mais. O que fazer? A quem recorrer? Pois o esforço do povo nada tem adiantado”, lamentou o religioso.



Por meio de nota enviada hoje ao em.com.br, a prefeitura de Guarapari informou que o prefeito Edson Magalhães (PSD) esteve em Meaípe nessa segunda-feira, classificou a situação como “preocupante” e disse que serão necessárias obras emergenciais. Ainda segundo a prefeitura, Magalhães deve se reunir com o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), na quarta-feira, para buscar recursos. A área de isolamento foi expandida. Veja, na íntegra, a nota:

"Prefeito Edson Magalhães esteve na Praia de Meaipe nesta segunda-feira, 14, e segundo  ele a situação é preocupante e precisa de obras emergenciais. O município está tomando as providências cabíveis, dentro da legislação, para realização de uma obra emergencial no local da erosão, um levantamento técnico já esta sendo realizado e a obra será iniciada conforme a finalização dos procedimentos legais . Na próxima quarta-feira, 16, o prefeito irá se reunir com o governador Paulo Hartung, em busca de recursos para a realização dessas obras emergenciais.  

A Defesa Civil  informa que juntamente com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e a Codeg vem realizando vistorias constantes na região. Hoje (ontem) a equipe expandiu a área de isolamento e o local foi cercado com gelo baiano e arame. A prefeitura juntamente com a Escelsa providenciou a retirada de dois postes que estavam em área de risco."  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade