Publicidade

Estado de Minas

Mês do Patrimônio Histórico Nacional tem programação gratuita no Circuito Liberdade

Programação terá galerias a céu aberto, projeções de fotos, oficinas, feira de livro, debates, caminhadas fotográficas e duelo de MCs. Evento tem parceria do coletivo mineiro Nitro.O


postado em 10/08/2017 06:00 / atualizado em 10/08/2017 08:03

Programa para celebrar o mês do patrimônio será realizado no Circuito Liberdade, com eventos a céu aberto(foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press - 6/1/17)
Programa para celebrar o mês do patrimônio será realizado no Circuito Liberdade, com eventos a céu aberto (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press - 6/1/17)
O mês dedicado ao Patrimônio Histórico Nacional terá atrações no Circuito Liberdade, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A direção do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG) escolheu o período de 16 a 19 de agosto para destacar “a imagem, a memória e o patrimônio”, com vasta programação gratuita na Praça da Liberdade e nos equipamentos culturais do Circuito, com galerias a céu aberto, projeções de fotos, oficinas, feira de livro, debates, caminhadas fotográficas e duelo de MCs. O evento tem parceria do coletivo mineiro Nitro.O.

Conforme os organizadores, o Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural celebra duas datas marcantes para a cultura: o Dia Nacional do Patrimônio Histórico, em 17 de agosto, e o Dia Internacional da Fotografia, no dia 19. Assim, instituições públicas e privadas, grupos, coletivos, artistas e pensadores do país e da América Latina foram convidados para apresentar diversas formas de interação entre as duas áreas.

“A proposta do encontro entre patrimônio e fotografia é olhar a produção fotográfica para além de seu realismo. E buscar, nessa produção, os movimentos do tempo, mudanças e permanências, somados às memórias afetivas e à diversidade de formas de ver e retratar o cotidiano e compreender a fotografia como produção cultural, documento, acervo, patrimônio cultural”, afirma a presidente do Iepha, Michele Arroyo.

A abertura do evento terá a presença de duas instituições latinas de destaque dedicadas à preservação de acervos e difusão da fotografia: Instituto Moreira Salles (IMS) e Centro de Fotografia de Montevideo (CdF) – esse último, atualmente, o mais importante núcleo da América Latina, que reúne fotografia e patrimônio. Com o tema Política de preservação, imagem e patrimônio, Daniel Sosa, do CdF/Uruguai e Sergio Burgi (IMS/RJ) abrem a Roda de Conversa no Centro Cultural Branco do Brasil (CCBB). Além do debate, o público poderá ver a mostra de fotolivros do CdF e do IMS, organizada pelo Festival Foto em Pauta.

Ainda em homenagem à fotografia do Uruguai, o MM Gerdau – Museu das Minas e do Metal vai exibir uma projeção do acervo do CdF, recentemente, declarado Patrimônio Nacional pelo governo uruguaio.

BH 120 anos  Na abertura do Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural, a exposição Capitais de Minas vai ocupar a Alameda Travessia, da Praça da Liberdade, celebrando também os 120 anos da fundação de Belo Horizonte. A mostra é um recorte sobre a evolução arquitetônica e sociopolítica do estado, a partir de BH, Mariana e Ouro Preto. Na Praça da Liberdade, serão montados quatro telões para projeções de fotos e vídeos relacionados aos patrimônio material e imaterial do Brasil e também alusivo à memória do povo brasileiro.

Mais duas exposições estão programadas para o evento: Crônicas da cidade – o cotidiano de Belo Horizonte sob o olhar de Carlos Drummond de Andrade e Ícones da Serra. A primeira homenageia os 30 anos de morte do poeta itabirano e reúne acervo dos arquivos Público Mineiro e Público da Cidade de Belo Horizonte. A mostra vai ficar em cartaz na área externa do anexo da Biblioteca Pública Estadual de Minas Gerais. Já Ícones da Serra, de autoria do fotógrafo Marcos Vale, destaca a Serra da Canastra e poderá ser vista no CCBB-BH.

E mais: o público vai poder apreciar também à noite as 30 fotos vencedoras do concurso fotográfico no Instagram do Circuito Liberdade Meu olhar sobre o patrimônio. Os registros integram uma projeção especial na Fachada Digital do Espaço do Conhecimento UFMG. Os três primeiros colocados ainda receberão premiações especiais. A programação completa do Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural está disponível no site www.fotografiaepatrimonio.com.br e iepha.mg.gov.br.

 

SERVIÇO

Circuito da Fotografia e do Patrimônio Cultural
Data: 16 a 19 de agosto
Local: Circuito Liberdade/Belo Horizonte
Site do evento/Programação: www.fotografiaepatrimonio.com.br e iepha.mg.gov.br

Jornada em Minas


O mês reserva muitas atividades em Minas, com a realização da 6ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais, com mais de 1,2 mil atividades. Neste ano, aproximadamente 640 municípios mineiros participam da Jornada, que integra as comemorações do Dia do Patrimônio. A programação reúne exposições, feiras, apresentações musicais e de teatro, seminários, encontros de grupos e culturas populares, como capoeira, catira, congado, folia de reis e reinado, além de visitas guiadas, publicações, entre outras atividades que se relacionam com a preservação do patrimônio cultural de cada cidade participante. O tema desta edição é “Outros olhares sobre o patrimônio cultural” e o objetivo é despertar o olhar, o interesse e o engajamento da população para a preservação do patrimônio material e imaterial de Minas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade