SIGA O EM

Kalil: 'Vamos fazer nos próximos quatro anos a maior parada gay do Brasil'

O prefeito defendeu a necessidade de políticas públicas para os direitos dos homossexuais e disse que voltará todo ano na parada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1135726, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Juliana Cipriani', 'link': '', 'legenda': 'O prefeito Alexandre Kalil discursou para os milhares de presentes na Parada Gay', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/07/16/884295/20170716171310160285i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 1135727, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Juliana Cipriani', 'link': '', 'legenda': 'Kalil tirou v\xe1rias fotos com populares', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/07/16/884295/20170716171805319753e.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 16/07/2017 17:05 / atualizado em 16/07/2017 18:13

Juliana Cipriani /

Juliana Cipriani

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), afirmou neste domingo que a Parada do Orgulho LGBT entrou no calendário municipal e prometeu que, nos próximos quatro anos, a cidade terá o maior evento deste tipo no Brasil.

Primeiro administrador do município em 20 anos a comparecer, ele discursou para cerca de 40 mil pessoas presentes e, no final, jogou uma bandeira nas cores do arco-íris para a plateia. “Quero fazer a parada gay um evento importante para Belo Horizonte”, disse.

"Eu agradeço ao movimento e vamos fazer nos próximos quatro anos a maior parada gay do Brasil", disse arrancando aplausos.

Kalil afirmou que compareceu para mostrar o apoio da Prefeitura e que virar o rosto para este público, além de ser anti-econômico, é ignorante.

Questionado sobre quais políticas está elaborando para o público LGBT, Kalil disse que não foi ao evento para falar nisso.

“Eu vim cá falar que essa gente não faz mal à ninguém, que esse povo é bacana, eu tenho na minha família, todo mundo tem. O que faz mal não é esse pessoal não, o que faz mal é roubar, é matar, é ser violento, nós temos que tratar e proteger . Agora qualquer debate político sobre o assunto tem que ser no fórum adequado. O prefeito tem a obrigação de proteger uma população que vem sendo machucada, discriminada por ignorância”, afirmou.

Juliana Cipriani
O prefeito evitou criticar seus antecessores por não terem apoiado o evento. “Eu vim porque não tenho preconceito, acho super bacana e, além de tudo, é legal de ver. Eles ficam na fila do serviço de saúde igual a todo mundo, são cidadãos, eu fui eleito para cuidar de todos, de quem precisa”, disse.

Kalil disse que a parada é uma festa e, como tal, precisa de apoio. “Nós falamos que esta cidade era triste e que tudo que se fazia aqui faltava apoio e coragem. Estamos no século 21, não cabe mais essa bobagem de discriminação e preconceito, isso é fruto da ignorância e da maldade”, afirmou.

Kalil disse que o público LGBT é “bacana” e não faz mal à ninguém. “O que faz mal é a corrupção, é o roubo é o que fizeram com este país”, disse.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Full
Full - 17 de Julho às 10:52
Kalil me representa! #AquiÉGalo
 
PorTutatis
PorTutatis - 17 de Julho às 19:58
Tamu junto, Full!
 
Thomaz
Thomaz - 17 de Julho às 13:20
Falou tudo, Full! Como sempre!
 
MAGNUS
MAGNUS - 17 de Julho às 10:02
Qualquer forma fora do padrao da natureza e DEUS precisa de tratamento psiquiátrico, gays sao todos doentes mentais e precisam de políticas públicas de saude para tratamento
 
Marcos
Marcos - 17 de Julho às 14:13
De fato, trata-se de uma anomalia, já que sexo são apenas dois, segundo a natureza. |MP|
 
LAKA
LAKA - 17 de Julho às 10:35
E DEUS, agora, virou definidor de padrão, sua besta?
 
Aline
Aline - 17 de Julho às 08:49
Comentários ignorantes da galera aqui... Parabéns Kalil, pela seu apoio para com o pessoal que já sofre bastante. Como sempre surpreendendo.
 
LAKA
LAKA - 17 de Julho às 08:25
Mas o que tem de bicha enrustida revoltada aqui, hein...
 
Marcelo
Marcelo - 17 de Julho às 07:54
Kalil entende de liderar gays. Anos de experiência. A camisa rosa sempre esteve presente, é a marca registrada.
 
Welton
Welton - 17 de Julho às 01:24
Vim de São Paulo para a parada! Desde quinta, eu faço compras de supermercado aqui, ando de Uber aqui, faço compras aqui... E no hostel onde estou, não tem vaga! Muuitos turistas gays! E aí, não querem emprego para BH? Não querem imposto para saúde, educação? Então, engulam o turismo gay sim! Dinheiro do governo não nasce en árvore! Tem de fazer a economia da cidade avançar! Bom, se não quiserem, depois não reclamem de falta de emprego em BH. E levo meu dinheiro para gastar em outra cidade!
 
Marcelo
Marcelo - 17 de Julho às 07:57
Baby, no dia que a economia de BH depender de parada gay para funcionar, nós lhe avisamos. Por enquanto, deixe seu dinheiro aqui e pode ir embora. Engula essa.
 
Wallace
Wallace - 16 de Julho às 21:57
Pode ser o maior evento de baiotlas do país.! Mas se usar o dinheiro dos pagadores de impostos, daqui a três anos esquesse a reeleição.
 
Marcos
Marcos - 17 de Julho às 14:10
Bom... Talvez ele esteja pensando que é um bom filão de popularidade, coisa que ele próprio sempre demonstrou não fazer questão. "Não sou político", dizia Kalil. Mas no geral, estou gostando da atuação dele. Tem sido macho, como no caso dos camelôs. E numa terra como a nossa, se não for macho pra valer será engolido pelos inúteis da política. |MP|
 
marcos+marcos
marcos+marcos - 16 de Julho às 20:46
Mada contra, mas usar dinheiro publico para isso....aí já é demais.
 
Marcos
Marcos - 17 de Julho às 14:08
Concordo. |MP|
 
Luciano
Luciano - 16 de Julho às 20:42
Falou o Alexandre Kaiul, ex-prisidente das frangas rosas!
 
Jorge
Jorge - 16 de Julho às 20:37
Homossexualismo é VERGONHA. * Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é. Levítico 18:22 *
 
Thomaz
Thomaz - 17 de Julho às 09:41
esse Levítico também era gay?
 
mauro
mauro - 16 de Julho às 20:04
GALUUUUUU KKKKK
 
Francisco
Francisco - 16 de Julho às 20:01
Kalil se estiver pensando em continuar na política, faça obras para o povo. Esse negócio de prometer a maior a Parada do Orgulho LGBT entrar no calendário municipal e prometer que, nos próximos quatro anos, a cidade terá o maior evento deste tipo no Brasil., NÃO VAI TE DAR VOTOS.
 
Eduardo
Eduardo - 16 de Julho às 19:40
É fácil Alexandre Kaiu. É só colocar a torcida inteira das Frangas Lurdinha que vc fará vá maior parada GAY-lo do Brasil.
 
Francisco
Francisco - 16 de Julho às 20:33
VERDADE. ELE PRECISA MOSTRAR INVESTIMENTOS NA ÁREA DA SAÚDE, EDUCAÇÃO E SANEAMENTO BÁSICO, ISSO É O MÍNIMO.
 
sebastião
sebastião - 16 de Julho às 18:24
Demita NEPOMUCENO!!!
 
Carlos
Carlos - 16 de Julho às 22:44
Tomou seu gardenal hoje, tião?
 
Júlio
Júlio - 16 de Julho às 18:09
Nada contra,mas faltou o Kalil assumir que é gay,aí sim seria apoio de verdade,porque quem conhece o Kalil diz que ele sempre foi gay,além de ser um fazedor de média danada,um escroto.
 
Francisco
Francisco - 16 de Julho às 20:32
GOSTEI...