SIGA O EM

BHP disponibiliza US$ 1,3 bilhão para custos de desastre ambiental de Mariana

A soma representa aproximadamente a metade do que o maior grupo minerador do mundo se comprometeu a pagar pelo desastre registrado em 5 de novembro de 2015

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1060480, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Juarez Rodrigues/EM/DA Press - 06/11/2015', 'link': '', 'legenda': 'O rompimento da barragem de rejeitos de minera\xe7\xe3o provocou uma enxurrada de lama que soterrou Bento Rodrigues', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/07/28/788431/20160728100733568622a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 28/07/2016 07:46 / atualizado em 28/07/2016 10:08

AFP /Agence France-Presse

Juarez Rodrigues/EM/DA Press - 06/11/2015
O grupo minerador anglo-australiano BHP anunciou nesta quinta-feira a disponibilização de 1,1 a 1,3 bilhão de dólares, destinados a assumir custos pelo rompimento de uma barragem que provocou o maior desastre ambiental da história do Brasil, matando 19 pessoas.

O BHP informou que este valor será somado aos 100 milhões já concedidos para enfrentar os impactos diretos da catástrofe e será contabilizado no balanço do segundo trimestre, que será publicado no dia 16 de agosto.

A soma representa aproximadamente a metade do que o maior grupo minerador do mundo se comprometeu a pagar pelo desastre registrado em 5 de novembro de 2015 após a ruptura da barragem de Fundão, em Mariana, Região Central de Minas Gerais. O incidente ocorreu em uma exploração da mineradora Samarco, propriedade do BHP e da brasileira Vale.

"A constituição desta provisão demonstra nosso apoio à recuperação no longo prazo das comunidades e do meio ambiente afetados pela tragédia da Samarco", indicou o diretor-executivo do BHP, Andrew Mackenzie.

A rompimento da barragem de rejeitos de mineração provocou uma enxurrada de lama que soterrou o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, matou 19 pessoas e forçou a evacuação de centenas de habitantes.


 


 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600