SIGA O EM

Nos 30 anos do metrô de BH, envie sua sugestão para melhorar o transporte

Metrô de BH se aproxima das três décadas ainda esperando para chegar aos lugares para os quais foi projetado. Diante das limitações, EM convida leitores a idealizar saídas para o serviço

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1046978, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Marcos Vieira/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Sofrendo com superlota\xe7\xe3o, sistema tem nova amea\xe7a de paralisa\xe7\xe3o nesta semana', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/06/20/774494/20160620072936139976e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 20/06/2016 06:00 / atualizado em 20/06/2016 08:05

Fred Bottrel

Às vésperas do aniversário de 30 anos do metrô de Belo Horizonte, o colapso é a ameaça mais presente. Enquanto cortes orçamentários emperram o funcionamento do trem urbano na capital, os metroviários prometem cruzar os braços mais uma vez, em paralisação marcada para amanhã. Considerando a realidade dos 210 mil passageiros que se espremem nos vagões a cada dia, o Estado de Minas prepara reportagem transmídia especial para relembrar o 1º de agosto de 1986, quando uma composição da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) transportou passageiros pela primeira vez na cidade.

Leitores do jornal, convocados por meio da hashtag #metroimaginario, vão usar as redes sociais e o WhatsApp para apontar caminhos para o sistema (veja abaixo como participar). A proposta da reportagem é coletar e tabular as participações e, junto a especialistas, traçar o mapa e as estruturas do que seria o metrô ideal no imaginário da população. As obras do sistema começaram em 1981, com conclusão prevista para  1986 do trecho definido como prioritário, de 37 quilômetros. Passadas três décadas, após frustradas inúmeras promessas de ampliação, a ligação entre Eldorado e Vilarinho não ultrapassa 28,1 quilômetros.

A única maneira de romper o ciclo vicioso que transformou técnica e transporte em jogo político é a cobrança e o envolvimento da população, segundo o professor Márcio Aguiar, coordenador de engenharia, transporte e trânsito da Universidade Fumec. “Falta vontade política. Acompanho isso desde os anos 1980, com reduções sucessivas nas linhas dos projetos. Precisamos levar isso mais a sério, porque o metrô é um modal mais caro, mas bem mais eficiente, porque não concorre com o trânsito. Soluções como o monotrilho por exemplo seriam economicamente mais viáveis, correspondendo a 50% do valor, com a mesma eficiência do metrô”, sugere o especialista.

“Na última sexta-feira, operamos com 17 trens nos horários de pico, quando o ideal seriam 21. Para esta segunda-feira, não teremos 15 trens, o mínimo considerado seguro”, critica Alda Santos, presidente do sindicato dos metroviários. Segundo ela,  a impossibilidade da renovação de contratos com empresas terceirizadas também gera problemas de segurança e limpeza, devido à falta de repasses e cortes orçamentários. Ainda de acordo com Alda, dos R$ 120 milhões previstos inicialmente para o metrô de BH este ano, só seriam liberados R$ 78 milhões, montante que voltou a ser cortado. A liberação de R$ 40 milhões ainda estaria pendente.

Marcos Vieira/EM/DA Press
Segundo a sindicalista, assembleia de amanhã tem indicativo de paralisação por questão de segurança, devido à falta de trens. “Com as plataformas cheias, seria preciso fechar as estações. Hoje, na manutenção, no almoxarifado, temos falta de aproximadamente 1 mil itens, desde artigos simples do setor administrativo até pastilhas de freio. Na soma dos contratos contínuos, a CBTU tem hoje dívida de 8 milhões”, estima. Procurada pela reportagem, a CBTU não se pronunciou até o fechamento desta edição.

Escolha como participar

  • Deixe um comentário em www.em.com.br/metroimaginario

  • Envie um WhatsApp para o Estado de Minas: (31) 99918-4155

  • Use a hashtag #metroimaginario em posts públicos no Facebook, Instagram ou Twitter
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Full
Full - 21 de Junho às 08:46
Estender a linha até a Cidade Administrativa e Aeroporto de Confins não custaria tão caro, já que a última estação está próxima, e atenderia milhões de pessoas/ano.
 
Voltaire
Voltaire - 20 de Junho às 19:12
Primeira coisa pra qualquer coisa em Belo Horizonte melhorar: arrumar um prefeito de verdade. Aí, depois disso, a coisa anda.
 
Elias
Elias - 20 de Junho às 18:48
O prefeito andou gastando dinheiro fazendo sondagem para levar "Metrô", para zona sul, mas ficou só nisso, gastou dinheiro, não é caso do MP ver o que aconteceu.
 
Adriano
Adriano - 20 de Junho às 17:54
Parabéns, ao metrô ( trem de superfície ) de bh. Que te leva de LUGAR NENHUM para NENHUM LUGAR................. São mais de 30 anos enrolando o povo de bh...........UMA VERGONHA !!!
 
Fernando
Fernando - 20 de Junho às 16:10
Desde quando uma antiga linha de trem reaproveitada é metrô? Metrô de verdade é uma tecnologia antiquíssima. O de Buenos Aires tem quase um século! Vamos tomar vergonha na cara, parar de ceder aos interesses das famílias donas das empresas de ônibus, parar de chamar isso de metrô e fazer uma malha decente, que corte toda a cidade.
 
Felipe
Felipe - 20 de Junho às 14:51
Metro??? HAHAHAHAHAHAH!!!! Pelo que eu saiba metro passa de baixo da terra seus arrombados! Isso ai e' um trem furreca a preco de ouro! RIDICULO!
 
Guilherme
Guilherme - 20 de Junho às 13:27
A minha sugestão para melhorar o transporte é que seja construído um metrô na cidade de Belo Horizonte. Afinal até hoje não temos nenhum metrô. Agora, sobre o trem de superfície, este ai tem muita coisa para melhorar e este espaço não comporta todo o texto. Se conseguirem os próximos pontos ja melhora um pouco: aumento das composições, diminuição do intervalo, aumento do horário de atendimento. Mas, voltando ao metrô. Quem sabe um dia...
 
MUDA
MUDA - 20 de Junho às 13:02
Qual metrô??? Bh tem metrô ?
 
Psico
Psico - 20 de Junho às 12:51
Quando vão colocar todos os vagões com ar-condicionado, como manda as boas regras da qualidade? Quando vão aumentar o tamanho dos assentos nos vagões novos, que foram mal dimensionados e deixam espremido quem senta neles?
 
Psico
Psico - 20 de Junho às 12:50
E aquela estória de que toda verba que era liberada para o Metro de BH era redirecionada por um engraçadinho para o Metro de Sergipe, que está um brinco?
 
JOSE
JOSE - 20 de Junho às 12:37
Kkkk.....chamar esse trem de metrô é brincadeira...... Para melhorar, é acabar com a Corrupção e, investir no transporte de massa, expandir o metro. Este metrô, tem a mesma malha desde que inaugurou....Contribui muito pouco para o sistema de transporte público. Nota 3
 
Jose
Jose - 20 de Junho às 11:48
O que precisamos para ter realmente um Trem de Superfície, é acabar com o corporativismo das Empresas do Transporte Coletivo de ônibus da região, que bancam às eleições injetando dinheiro nos partidos e candidatos em todas eleições aos moldes do que acontece na Petrobras e todas as outras Empresas Estatais.Com isto a linha não passa do limite de BH, o que precisa é caráter de nossos governantes e autoridades, poder público coibirem situação, permitindo que as linhas cheguem a princípio em Contagem e Betim. Más isto acabaria com o filet (teta), que as empresas de ônibus tem na região
 
Wendel
Wendel - 20 de Junho às 11:40
Metrô em BH não existe. O que temos é um serviço de trem precário. Tenho 33 anos e desde sempre, em todas as campanhas políticas a história que o "metrô" irá chegar ao Barreiro é sempre usada para conquistar votos dos menos desinformados. Uma sugestão para melhorar o transporte, não só o metrô, mas todos os outros, é nossos políticos serem obrigados a usar o mesmo transporte que a população que os colocaram no poder usam. Aí sim, queria ver se os ônibus, metrô andariam lotados e com estruturas precárias. Mas como vivemos no Brasil, acho difícil isso virar realidade.
 
Elias
Elias - 20 de Junho às 11:24
É uma vergonha, no Rio é 1000 vezes melhor, e deve ser em todos os outros lugares que tem METRÔ. PQ BH não tem.
 
LEONARDO
LEONARDO - 20 de Junho às 11:17
Temos metrô em BH????? Como assim???? Aquele trem de superfície que liga nada a lugar nenhum é metrô????
 
Marcio
Marcio - 20 de Junho às 11:08
Opinar sobre o Metrô de Bhte ????? Vejo um trem suburbano , limitado e deficiente, nada que posa ser chamado de metrô.
 
Fabricio
Fabricio - 20 de Junho às 10:49
Metro de Belo Horizonte,falaram tanto iria chegar ate a savassi, mineirao. Nem no legado da copa tivemos aumenta de linha no metro. Ja sabemos muito bem,pq nao investem no metro, por causa dos onibus.
 
leonardo
leonardo - 20 de Junho às 15:48
Uai alguém de contou que por causa dos Ônibus não investe no Metro ou voce descobriu sozinho?
 
Tiao
Tiao - 20 de Junho às 10:35
O melhor seria explodir tudo e começar de novo.... Mas como não tem jeito, devia haver integração com trens suburbanos, pra Caeté, Nova Lima, Rio Acima como antigamente...
 
Eduardo
Eduardo - 20 de Junho às 10:32
Metrô de BH, sai de lugar nenhum e chega a lugar algum, falta investimentos em novas linhas que atendam a demanda.
 
Rinaldo
Rinaldo - 20 de Junho às 09:20
Sobre o metrô de Bh, não vou opinar, porque nem consiSobre dero que o seja, mas quanto aos onibus, apesar de existir legislação específica contrária, gostaria de sugerir que utilizasse o lay out interno dos trens de metrô, que permitem acesso e movimentação muito mais rápida e confortável.
 
Rinaldo
Rinaldo - 20 de Junho às 09:20
Sobre o metrô de Bh, não vou opinar, porque nem considero que o seja, mas quanto aos onibus, apesar de existir legislação específica contrária, gostaria de sugerir que utilizasse o lay out interno dos trens de metrô, que permitem acesso e movimentação muito mais rápida e confortável.
 
Fabricio
Fabricio - 20 de Junho às 10:50
Tipo o que ,qual sua ideia acesso e movimentação mais rápida?
 
watchtowerbrasil
watchtowerbrasil - 20 de Junho às 08:48
Deveríamos ter vergonha desses 30 anos. Não temos Metrô e sim um trem de subúrbio que atende mal e porcamente uma parcela pequena da população. Querem que deixemos uma mensagem? construam um Metrô verdadeiro. Por que será que nesses trinta anos a terceira capital do país não tem um Metrô?
 
Edilson
Edilson - 20 de Junho às 08:33
É dificil fazer comentário seja elogios ou criticas, falta muito para metrô de BH pra dizer que na capital tem metrô, investimentos sempre ficam nos anúncios dos governantes e nunca chega ao real em melhorias, aqui os vagões são bem conservados, falta vergonha de governo serio, mas difícil de vermos algo melhor no metrô de BH
 
leonardo
leonardo - 20 de Junho às 08:24
A Energia de tração teria que ser de graça. Talvez isso ajudaria a manutenção ter essas peças no almoxarifado, já que o metro é uma obra social.
 
Fabricio
Fabricio - 20 de Junho às 10:46
Deixa de ser ingenuo,quer de graça seja morador de rua kkkk