SIGA O EM

Animais resgatados na tragédia de Mariana poderão ser adotados

Feira de adoção será realizada em 9 e 10 de abril, no Centro de Convenções da cidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 31/03/2016 20:53 / atualizado em 31/03/2016 22:57

João Henrique do Vale


Um evento de adoção promete dar uma nova vida para animais que ficaram dias sem comer presos à lama de rejeitos da Barragem do Fundão, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais. Outros sofreram fraturas por causa da avalanche que desceu do alto da montanha. Há também bichos que tiveram ferimentos pelo corpo. Cada um teve um tipo de dor com a tragédia, mas todos têm uma coisa em comum: estão sem um local para morar e sem dono. Exatamente cinco meses e cinco dias depois do rompimento, aproximadamente 100 cães e gatos de Bento Rodrigues e Barra Longa, poderão ganhar um novo lar. A feira será realizada em 9 e 10 de abril no Centro de Convenções de Mariana.

A Barragem do Fundão se rompeu em 5 de novembro, despejando 50 milhões de metros cúbicos de lama e rejeitos que arrasaram o subdistrito de Bento Rodrigues e comunidades de Mariana e Barra Longa. Na tragédia, 19 pessoas morreram. Desde o dia do rompimento, veterinários, moradores e militares do corpo de Bombeiros e da Polícia Militar socorreram centenas de animais.

Foram retirados da lama cães, gatos, galinhas, patos, porcos, gansos, vacas e cavalos. Todos foram levados para um espaço chamado de Centro de Recolhimento e Assistência aos Animais (CRA I), um galpão de 700 metros quadrados e área externa de aproximadamente 7,8 mil metros quadrados. O local foi adaptado com baias, telas, camas, hospital, maternidade e farmácia. Já os animais de grande porte foram transferidos para uma fazenda da região.

Serão colocados para adoção aproximadamente 100 cães e gatos, tratados pelos veterinários voluntários. Todos estão em boas condições de saúde, foram vacinados, vermifugados e michochipados. Além disso, foram cadastrados. Os interessados terão que levar documento oficial com foto e comprovante de residência. Candidatos vão passar por entrevista com uma equipe especializada em proteção animal e assinar um termo concordando em receber a visita de um veterinário.



Os moradores podem conhecer cada animal disponível e saber mais informações sobre o evento no site amigomudatudo. Os animais de grande porte estão em uma fazenda de Mariana. Alguns deles foram reconhecidos pelos donos e voltaram para casa. Outros seguem em tratamento.

A adoção é uma iniciativa da Samarco e ONGs que participam desde o início da assistência aos animais. Entre elas estão: Associação Lafaietense de Proteção aos Animais (ALPA) - Lafaiete (MG); Associação das Mulheres Protetoras dos Animais Rejeitados e Abandonados (Ampara) - São Paulo (SP); Associação Ouropretana de Proteção Animal (AOPA) - Ouro Preto (MG); Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA) - São Paulo (SP); Instituto de Defesa dos Direitos dos Animais (IDDA) - Ouro Preto (MG): ONG Proteger – Contagem (MG); Movimento Mineiro de Direito dos Animais (MMDA) – Belo Horizonte; e Vida Animal – Itabirito (MG).
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600