SIGA O EM

Mariana e outros quatro municípios serão beneficiados por doação da banda Pearl Jam

Grupo fez show em Belo Horizonte dias após a tragédia decorrente do rompimento da Barragem do Fundão e promessa havia ficado no ar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 17/03/2016 19:30 / atualizado em 17/03/2016 23:12

Estado de Minas

A doação de U$ 33.333 – aproximadamente R$ 120 mil – realizada pela banda Pearl Jam será destinada à agricultura sustentável da Bacia do Rio Doce, com o objetivo de recuperar a capacidade dos produtores rurais afetados pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, em 5 de novembro de 2015. De acordo com o Instituto Bioatlântica (Ibio), espera-se que mais de 3,5 mil pessoas sejam beneficiadas pelo projeto. Segundo o Ibio, dos afluentes da Bacia do Rio Doce será privilegiada a Bacia do Piranga, onde estão os municípios mais castigados pela tragédia: Mariana, Barra Longa, Ponte Nova, Rio Doce e Santa Cruz do Escalvado.

O Ibio, instituição selecionada para receber as doações arrecadadas durante as apresentações da banda americana no Brasil, recebeu nesta quinta-feira o valor, depositado em conta bancária. Esse dinheiro será usado no desenvolvimento de um projeto de capacitação em agricultura sustentável, que visa a recuperar o potencial de produtores rurais de municípios da Bacia Hidrográfica do Rio Doce afetados diretamente pela tragédia.

O processo de seleção para a escolha da instituição gestora dos recursos doados começou em dezembro do ano passado. Thomás Ferreira, especialista em Agricultura Sustentável do Ibio, explica que o instituto foi notificado sobre o interesse da Fundação Vitalogy, associada à banda Pearl Jam, de destinar parte do cachê para organizações ambientais que atuam no Rio Doce. "A nossa parceira Conservação Internacional nos indicou, com outras quatro iniciativas, à Fundação Vitalogy. Eles fizeram o contato com a gente e nós apresentamos o nosso trabalho, que foi avaliado e selecionado", explica.

Entre as ações que o projeto prevê estão a realizações de cursos de manejo racional de pastagem e esgotamento sanitário rural, a implantação de duas unidades de referência tecnológica de leite, o cercamento de seis nascentes para proteção, a instalação de duas fossas de evapotranspiração, a realização de 10 visitas de assessoria técnica, entre outros.

A expectativa é animadora. "Contribuir com agricultores familiares que foram atingidos pelo mar de lama nos deixa com as melhores expectativas possíveis", afirma Thomás, que conta que outras parceiras, como o Comitê da Bacia Hidrográfica do Piranga (CBH Piranga), a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG) e a Fundação Ruralminas, também vão participar com recursos técnicos e financeiros para complementar o projeto e ampliar os resultados.

Desde a apresentação da banda Pearl Jam em Belo Horizonte, em 20 de novembro do ano passado – 15 dias após a tragédia –, era aguardada a doação, anunciada pelo vocalista Eddie Vedder, durante o show.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600