SIGA O EM

Bloco I Wanna Love You diverte foliões com o reggae no sexto dia de carnaval de BH

O grupo pretende se apresentar até a noite na Praça do Grota, no Bairro Sagrada Família, Região Leste, e espera receber um público de aproximadamente 1,2 mil pessoas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 10/02/2016 15:37 / atualizado em 10/02/2016 16:00

João Henrique do Vale , Valquiria Lopes


O reggae em homenagem a Bob Marley leva centenas de pessoas para a Praça do Grota, no Bairro Sagrada Família, na Região Leste de Belo Horizonte. O ritmo é entoado pelo bloco I Wanna Love You, que se apresenta na tarde desta quarta-feira, sexto dia de folia do carnaval da capital mineira. O grupo pretende se apresentar até a noite e espera receber um público de aproximadamente 1,2 mil pessoas.

A concentração do bloco começou por volta das 12h na praça ao lada da Rua Cabrobró. O bloco já se apresenta em BH há cinco anos inspirado no reggae, mas com batida brasileira, com samba e afoxé. “É um bloco que sempre dialogou com o Manjericão, que sempre se apresenta e termina no  I Wanna Love You”, explica o produtor cultural Gabriel Assad, de 31 anos.

Por volta das 15h, aproximadamente 500 pessoas curtiam a música na Praça do Grota. O grupo mescla o som elétrico com percussão. “O bloco nasceu junto com o novo conceito de carnaval de Belo Horizonte. Queremos levar uma mensagem de amor, de paz e também uma referência da música do Bob Marley”, disse Gabriel Assad.

 

“O carnaval de BH está sendo muito bonito, muito agradável. Eu vi blocos grandiosos que arrastaram muitas pessoas e até blocos menores nos bairros com as famílias. Essa retomada do carnaval foi algo muito produtiva para a cidade”, avalia Gabriel.

Militares do 16º Batalhão, que faziam o patrulhamento no evento, a concentração começou por volta de 12h. Até as 15 horas,   os policiais aguardavam a BHTrans para saber se haveria alguma operação de fechamento de vias.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600