Publicidade

Estado de Minas

Funcionário público é morto para que quatro menores curtissem o carnaval na Bahia

Pelo menos foi essa a justificativa dada à polícia por quatro menores que mataram Terence Henrique Silva, que morava em Governador Valadares, na Região do Rio Doce


postado em 09/02/2016 18:32 / atualizado em 09/02/2016 19:18

(foto: reprodução/internet)
(foto: reprodução/internet)
O corpo do funcionário público Terence Henrique Silva, 45 anos, foi encontrado nesta terça-feira em uma estrada vicinal, próximo da BR-116, em Frei Inocêncio, na Região do Rio Doce. A cidade  fica a 50 quilômetros de Governador Valadares, onde o funcionário público morava. De acordo com a Polícia Militar, Terence foi vítima de latrocínio - roubo seguido de morte-, para, segundo os autores do crime, quatro menores, pudessem curtir o carnaval na Bahia.

Segundo familiares, Terence estava desaparecido desde a manhã de sábado passado. Ele tinha programado passar o carnaval em Prado, na Bahia, em companhia da namorada e de familiares. Como Terence demorou para passar na casa da namorada, ela foi até a casa do namorado e lá encontrou a mala dele revirada na garagem. A partir desde momento começou a apreensão da família, que usou as redes sociais para divulgar o caso.

A iniciativa dos familiares deu certo. Eles souberam por meio de uma rede social que o carro de Terence foi visto rodando em Nova Viçosa, na Bahia. Policiais civis e Militares, em Governador Valadares, foram avisados a respeito da pista. A partir desta informação, policiais civis foram até a cidade do litoral baiano, onde localizaram quatro menores dentro do carro. Eles foram abordados pelos policiais, porém conseguiram fugir.

O carro de Terence, um Ford Fusion, de cor preta, por ser blindado facilitou a fuga dos menores. O veículo foi alvejado por tiros dos policiais. O carro foi encontrado abandonado após a fuga dos menores, que se esconderam em uma matagal. Eles acabaram sendo  apreendidos e, conforme a polícia, confessaram o crime: sequestram e mataram Terence, por asfixia, com um único propósito "curtir o carnaval na Bahia'.

Os menores estão presos em Nova Viçosa e, de acordo com a Polícia Militar, serão levados para Governador Valadares. O corpo do funcionário público foi levado para o IML de Governador Valadares. A Polícia Civil de Governador Valadares, que investiga o caso, está evitando dar mais detalhes do caso. A justificativa dada é para" não atrapalhar as investigações."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade