SIGA O EM

Após deslocamento de lama, deputados visitam Barragem do Fundão

Na quarta-feira, quase 1 milhão de metros cúbicos de rejeitos se movimentaram na área. Deputados acreditam que movimentação pode ter colocado dois diques em risco

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 29/01/2016 14:14 / atualizado em 29/01/2016 14:18

Cristiane Silva

Deputados da Comissão Extraordinária das Barragens, da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), visitaram na manhã desta sexta-feira a Barragem do Fundão, em Mariana, na Região Central.  A visita foi acompanhada por um investigador da Polícia Civil, técnicos da ALMG e funcionários da Samarco. Segundo os parlamentares, foram 960 mil metros cúbicos de rejeitos que se movimentaram dentro da barragem na quarta-feira, descendo em direção a Santarém. O temor é de que a movimentação possa ter abalado os diques de Sela e Tulipa, que ficam próximos ao local onde a lama se movimentou. A orientação é para que a Samarco elabore um plano de segurança para os diques.

Segunda-feira a comissão volta à região para visitar Bento Rodrigues, Barra Longa e Paracatu de Baixo, que foram atingidos pelo rompimento da barragem em novembro. Ainda segundo a comissão, no dia 16 de fevereiro, o delegado Rodrigo Bustamante, que investiga a tragédia, vai participar de uma audiência pública na ALMG para falar sobre o caso.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600