SIGA O EM

EM recebe prêmio pela cobertura de Mariana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 994539, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'T\xfalio Santos/EM/DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Parte dos mais de 100 profissionais envolvidos na cobertura foram \xe0 associa\xe7\xe3o do MP receber o pr\xeamio', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2016/01/26/728323/20160126075157286439e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 26/01/2016 06:00 / atualizado em 26/01/2016 07:52

Estado de Minas

Túlio Santos/EM/DA Press

O Estado de Minas recebeu ontem o Prêmio de Jornalismo Promotor de Justiça Chico Lins pela cobertura da maior tragédia socioambiental do país, provocada pelo rompimento da Barragem do Fundão, em Mariana, na Região Central, em novebro, primeira colocada na seleção da Associação do Ministério Público de Minas Gerais (AMMP). Na cerimônia, realizada na sede da entidade na capital mineira, o EM foi agraciado também pela terceira colocação, com a série de matérias “O combate das farras das diárias e ao empreguismo no serviço público”, de Maria Clara Prates e Luiz Ribeiro Santos. O Hoje em Dia ficou em segundo lugar com a série de reportagem sobre os 25 anos do Estatuto da Criança do Adolescente (ECA), dos jornalistas Renato Fonseca, Raquel Ramos e Flávio Tavares.

Acompanhado de parte da equipe envolvida na cobertura, o diretor de Redação do EM, Carlos Marcelo Carvalho, recebeu a premiação das mãos dos promotores Carlos Eduardo Ferreira Pinto e Enéias Xavier Gomes. Ele falou do reconhecimento do Ministério Publico. “É um prêmio muito simbólico, porque valoriza a coletividade. Valoriza o esforço coletivo de mais de uma centena de funcionários que se dedicaram integralmente a essa cobertura. Fizeram isso com o fogo da convicção do jornalismo. E enquanto esse fogo existir, o jornalismo vai continuar a ser relevante e determinante para o contato com a sociedade”.

A cobertura “Tragédia Brasileira” contou com mais de 100 profissionais do EM, entre repórteres, repórteres fotográficos, editores, ilustradores, diagramadores e motoristas, que trabalharam para a edição imprensa e para as diversas plataformas digitais. O tema foi noticiado e analisado nas páginas do impresso, publicado no portal em.com.br e na versão digital do jornal, que teve conteúdo especial. O desastre e seus desdobramentos ambientais, sociais, políticos e econômicos também dominaram as postagens do jornal (www.facebook.com/estadodeminas) e do Portal Uai (www.facebook.com/portaluai) nas redes sociais, com alcance superior a 20 milhões de pessoas por semana. As visualizações dos vídeos da cobertura nas fanpages no Facebook também superaram os 20 milhões em duas semanas.

O promotor Carlos Eduardo, coordenador das promotorias de meio ambiente e do Núcleo de Resolução de Conflitos Ambientais (Nucam) destacou a importância da premiação. “É um reconhecimento não somente pela matéria ou a cobertura em si. Tenho aprendido muito com o caso e posso afirmar que a minha admiração pela imprensa, de um modo geral, cresceu muito. Sobretudo, por entender que, por trás de uma página de jornal, de uma matéria ou de um furo, existe um jornalista extremamente dedicado, vocacionado nas busca de uma informação que atenda os interesses da sociedade”, salientou. “E acho que esse ponto é um elo entre o Ministério Público e a imprensa, que acabam convergindo em suas atuações, na busca da estruturação de um Estado democrático que promova a justiça social”, completou.

Já o promotor Enéias Xavier, vice-presidente da Associação Mineira do Ministério Público, reforçou os laços da instituição com o jornalismo. “O prêmio é um reconhecimento de tudo que a imprensa representa para o nosso país – uma imprensa livre, atuante, aguerrida, que busca a informação e sobretudo leva para o cidadão uma expectativa de uma melhor qualidade de vida. Para o Ministério Público, a imprensa é um verdadeiro parceiro, e costumo dizer que todo promotor queria ser um pouco jornalista e acho que todo jornalista queria ser um pouco promotor”.

Entre os premiados, o sentimento de dever cumprido: “Acho que contamos uma história única que marcou a vida de toda equipe”, diz Gustavo Wenerck. Luiz Ribeiro, acostumado a prêmios de jornalismo, deu a receita: “Contamos boas histórias que interessam às pessoas”. Renan Damasceno, repórter especializado em esportes, falou de sua participação na cobertura. “Meu maior medo era ficar de fora da cobertura de Mariana. O prêmio só confirma que valeu a pena partir para cima com tudo”. Para a diagramadora Ana Cybelle Campos, a premiação é também o reconhecimento daqueles que desenharam as páginas: “Criar páginas de uma tragédia é desafiador, mas tem seu papel na informação da sociedade”. O motorista Paulo Menezes resumiu: “Foi difícil ver de perto todo aquele sofrimento, mas essa premiação valoriza nosso trabalho”.

 

Profissionais que participaram da cobertura
ABNER BARBOSA, ADEMAR FULGÊNCIO, ADRIANA SANTOS, ALESSANDRA ALVES TEIXEIRA, ALESSANDRA MELLO, ALEXANDRE PEREZ, ALEXANDRE GUZANSHE, ÁLVARO DUARTE, ÁLVARO FRAGA, AMAURI GAMA, ANA CLARA BRANT, ANDRÉ GARCIA, ANDERSON MARTINS, ÂNGELA FARIA, ANTONIO FERNANDO RAGAZZI NETO, ANTONIO VARGAS JR., BENNY COHEN, CARLOS ALTMAN, CARLOS AUGUSTO, CARLOS MARCELO CARVALHO, CAROLINA MANSUR, CECÍLIA EMILIANA, CELINA AQUINO, CLARISSE SOUZA, CRISTIANE SILVA, DALTON JOSÉ MAIA, DANIEL CAMARGOS, EDSON SILVA, EDÉSIO FERREIRA, EDUARDO MURTA, ELAINE PEREIRA, ELIZABETH COLARES, ELLEN CRISTIE, EMERSON BARBOSA DOS SANTOS, EULER JÚNIOR, FLÁVIA AYER, FRANCELLE MARZANO, FRED BOTTREL, FREDERICO TEIXEIRA, GILMAR SANTARELLI DE FREITAS, GLADYSTON RODRIGUES, GLAURO De MENEZES, GUILHERME PARANAIBA, GUSTAVO PERUCCI, GUSTAVO WERNECK, HUDSON FRANCO, IRACEMA AMARAL, JOÃO HENRIQUE DOVALE, JAIR AMARAL, JANAÍNA VASCONCELOS, JANEY COSTA, JOCIANE MORAIS, JORGE GONTIJO, JUAREZ RODRIGUES, JULIANA CIPRIANI, JULIANA SODRÉ, JÚLIO CESAR RODRIGUES, JÚLIO MOREIRA, IRACEMA AMARAL, ISABELLA SOUTO, IVAN DRUMMOND, LANDERCY HEMERSON, LEANDRO COURI, LÉLIS, LENINI COSME DE MENDONÇA, LÍLIA SANTOS, LILIANE CORRÊA, LUDYMILLA SÁ, LUCAS RAGE, LUIZ FERNANDO MOTA, LUIZ OTHÁVIO GIMENEZ, LUIZ RIBEIRO, MARCELO ERNESTO, MARCELO AUGUSTO DE OLIVEIRA, MARCELO DA FONSECA, MARCELO FARIA, MARCELO MONTEIRO, MÁRCIA MARIA CRUZ, MARCOS VIEIRA,MARIA CLARA PRATES, MARINA RIGUEIRA, MAÍRA CABRAL, MARLOS NEY VIDAL, MARIA IRENILDA, MARIANA PEIXOTO, MARINELLA CASTRO, MARTA VIEIRA, MATEUS PARREIRAS, NEY SOARES FILHO, PAULA CAROLINA, PAULO DE MENEZES GAMA PINHEIRO, PAULO FILGUEIRAS, PAULO HENRIQUE LOBATO, PAULINHO MIRANDA, PAULO NOGUEIRA, PEDRO FERREIRA, PEDRO GALVÃO, PEDRO ROCHA FRANCO, QUINHO, RACHEL BOTELHO, RAFAEL ALVES, RAFAEL PASSOS, RAMON LISBOA, RENAN DAMASCENO, RENATA NEVES, RENATO MENDES OLIVEIRA, RENATO SCAPOLATEMPORE, RODRIGO CLEMENTE, RODRIGO MELO, RONEY GARCIA, SANDRA KIEFER, SIDNEY LOPES, SILVANA ARANTES, SON SALVADOR, SORAIA PIVA, TETÊ MONTEIRO, TERESA CARAM, THIAGO LEMOS, THIAGO VENTURA, TÚLIO SANTOS, WANDERLEY CAETANO LOPES, WENDERSON RAMOS DE ALMEIDA, WILLIAM MARQUES DA SILVA, VALF, VALQUIRIA LOPES

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600