SIGA O EM

Família identifica corpo de funcionário que prestava serviço para a Samarco

Parentes de Mateus Márcio Fernandes, de 29 anos, confirmaram ao Estado de Minas o reconhecimento do corpo na tarde desta quinta-feira. Polícia Civil aguarda exames para tornar oficial o reconhecimento da nona vítima da tragédia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/11/2015 15:27 / atualizado em 26/11/2015 20:30

Rodrigo Melo , Paula Carolina /Estado de Minas

Reprodução/Daniel Camargos/EM/D.A Press
Mateus Márcio Fernandes, de 29 anos, funcionário da empresa Manserv, que prestava serviço para a Samarco, no momento do rompimento da Barragem do Fundão, em 5 de novembro, é a nona vítima identificada da tragédia. A família fez o reconhecimento do corpo na tarde desta quinta-feira e afirma que tem certeza de que é de Mateus. A Polícia Civil, no entanto, ainda aguardava exames para considerar oficialmente o corpo como sendo do funcionário da Manserv. No fim da tarde desta quinta-feira, a Defesa Civil confirmou a identificação do corpo de Mateus.

A irmã de Mateus, Jaqueline Aparecida Fernandes, e o irmão Israel, chegaram no início da tarde desta quinta-feira à sala da Polícia Civil no Cemitério Santana, em Mariana, montada para facilitar os trabalhos de reconhecimento das vítimas desde o inicio da tragédia. Eles reconheceram o corpo.

A família mora em Antônio Pereira, distrito de Ouro Preto. Segundo Jaqueline, em reunião com os moradores na manhã desta quinta-feira, eles foram informados de que tinha sido achado um corpo com as características de Mateus e com uma tornozeleira, que ele tinha o costume de usar. Ele foi reconhecido pela tornezeleira e pelos dentes. Mateus trabalhava há 10 anos na Manserv.

"Uma certeza que eu não queria ter, né?", disse Jaqueline, assim que deixou a sala da Polícia Civil, no cemitério de Mariana. Muito emocionada, Jaqueline disse não ter dúvidas de que o corpo é do irmão e acrescentou que lembrará dele pelo sorriso: "É meu irmão. Nunca vou esquecer. São muitas lembranças boas que a gente viveu junto".

Jaqueline é a mais velha de uma família de seis irmãos e Mateus era o segundo mais velho. Ele era casado e tinha um filho de 5 anos. Jaqueline ressaltou que a família está muito abalada com a notícia do reconhecimento do corpo, especialmente a esposa, a mãe e o pai.

Mateus é a 13ª vítima da tragédia e nona já identificada. Outros quatro corpos ainda aguardam identificação. Dez pessoas estão desaparecidas: três moradores e sete funcionários. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600