SIGA O EM

Bombeiros retomam buscas na Barragem Fundão onde três veículos foram encontrados

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/11/2015 16:27 / atualizado em 23/11/2015 14:39

Marina Rigueira /Estado de Minas , Pedro Ferreira - Enviado Especial


O Corpo de Bombeiros continua as buscas pelos desaparecidos na tragédia de Mariana. Em nota oficial divulgada neste domingo, a corporação informou que o foco das equipes durante esta tarde se volta para a Barragem do Fundão, onde foram encontrados três veículos cobertos pelos rejeitos de minério.

De acordo com a nota, "a equipe coordenada pelo Tenente Thiago Costa, com o auxílio de uma retroescavadeira da Samarco está trabalhando na área para acesso aos veículos. A aeronave Arcanjo, do Batalhão de Operações Aéreas, conduziu uma equipe com cães para o local com finalidade de refinar as buscas nessa situação".

Neste domingo, há o reforço de 25 alunos da Academia de Bombeiros Militar, que continuam as buscas em Ponte do Gama, com atenção especial para as áreas indicadas pelos cães nos trabalhos desse sábado. "Ressalta-se que a área é de difícil acesso, de mata fechada e de relevo acidentado e as equipes de busca serão móveis", informa a nota.

Desde sábado, representantes das famílias dos 11 desaparecidos poderão participar das reuniões diárias dos bombeiros com a Samarco. Os parentes das vítimas serão levados para o posto de comando dos bombeiros montado na sede da empresa. Lá, eles têm acesso a fotografias de veículos e máquinas encontradas nas buscas. Para as famílias, o ponto onde esses equipamentos foram localizados pode direcionar os bombeiros na procura dos corpos.

Parentes dos desaparecidos decidiram que somente vão deixar Mariana depois da localização de todas as vítimas. Mesmo quem tiver o parente encontrado permanecerá na cidade em solidariedade aos demais.

Já a Samarco informou que vai continuar oferecendo recursos para os bombeiros e as equipes da Defesa Civil trabalharem.  Os parentes dos desaparecidos decidiram que permanecerão em Mariana até que todos os corpos sejam encontrados. A atitude solidária, entendem eles, vai manter o grupo mais unido.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Marco
Marco - 22 de Novembro às 23:42
Estranhamente ninguém fala nada sobre como estão as vitimas; não dão depoimentos; não falam sobre o estado delas nos alojamento, isto é, exceto o CQC que foi barrado. procurem cqc, samarco CENSURA; obs: darei o print desta tela. Caso o comentário seja censurado também....