SIGA O EM

Entrega de água para moradores em Colatina termina em confusão

Pessoas que aguardavam na fila subiram no caminhão e levaram vários fardos de água. Distribuição é feita por causa da chegada da lama que vazou de barragem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[]

postado em 20/11/2015 10:53 / atualizado em 20/11/2015 12:42

João Henrique do Vale


A chegada da lama de rejeitos da barragem da Samarco, controlada pela Vale e a australiana BHP, em Mariana, na Região Central de Minas Gerais, a Colatina, no Espírito Santo, já vem causando transtornos e confusão entre moradores. A cidade está com o abastecimento de água interrompido, por causa disso, a mineradora responsável pela mina que se rompeu, está distribuindo garrafas de água mineral. Durante a entrega, nessa quinta-feira, homens e mulheres subiram no caminhão e levaram vários fardos, o que gerou revolta.

A distribuição das garrafas de água começaram por volta das 5h. Longas filas se formaram nos pontos onde o caminhão contratado pela Samarco iria fazer a entrega. O acordo era que cada pessoa poderia levar 2 litros de água cada. Porém, quando o veículo estacionou próximo a multidão, dezenas de pessoas subiram na caçamba e começaram a saquear o produto. Vídeo publicado na Internet mostram o momento da confusão.

O prazo de 24 horas dado pela Justiça Federal para que a mineradora Samarco impeça que a lama que vazou da barragem do Fundão chegue ao litoral capixaba termina nesta sexta-feira. A poluição percorre o Rio Doce desde 5 de novembro, dia da tragédia. Caso não cumpra a determinação judicial, a empresa pagará multa diária de R$ 10 milhões. A deliberação da Justiça atende ação do Ministério Público Federal (MPF). A chegada da lama de rejeitos ao Oceano Atlântico está prevista para hoje.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600