SIGA O EM

Santarém

Samarco afirma que segunda barragem não se rompeu, mas sofreu erosão

Prefeito de Mariana diz que preocupação aumentou, agora com o risco de duas barragens estourarem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2015 12:06 / atualizado em 16/11/2015 19:45

Renan Damasceno

Jair Amaral/EM/DA Press
O prefeito de Mariana, Duarte Junior, vai cobrar explicações da Samarco sobre a informação de que a Barragem de Santarém não se rompeu, conforme divulgação do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). Segundo o prefeito, a mineradora não notificou a prefeitura sobre a situação da barragem, o que causa ainda mais preocupação em relação a um novo rompimento em Bento Rodrigues.

"A preocupação agora é com as duas: com Germano e Santarém. Aumenta a nossa preocupação, pois estamos falando de uma barragem com toneladas de lama. Mas elas estão sendo monitoradas, infelizmente com atraso", afirmou Duarte Junior nesta segunda-feira.

"Eu fui pego de surpresa. Não tenho nenhuma informação sobre Santarém. Vou ligar para o Ricardo (presidente da Samarco) e aguardo uma posição da empresa, pois trabalhamos com a informação do rompimento de duas barragens".

'PARCIALMENTE ERODIDO' Por meio de nota divulgada hoje, a Samarco disse que o maciço remanescente de Santarém “está íntegro, mesmo estando parcialmente erodido”, e que o mesmo acontece com a estrutura de concreto – chamada de extravasor ou vertedouro -, que poderá ser recuperada mesmo tendo um trecho em degraus danificado. Uma empresa especializada em estabilidade geotécnica foi contratada para avaliar e monitorar as barragens. “As estruturas de barragem e de diques da Samarco encontram-se estáveis. O maciço principal da barragem de Germano está com fator de segurança acima de 1,9. O fator de 1,00 significa que a estrutura está no seu limite de equilíbrio”, diz a nota.

Comissão de municípios

Duarte Junior também anunciou hoje a criação de uma comissão intermunicipal formada pelas cidades atingidas para debater uma agenda comum de recuperação. A ideia partiu de prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, presidente da Frente Nacional de Municípios, que ligou para Duarte na manhã desta segunda-feira. "Ele me ligou sugerindo a criação e devemos nos reunir segunda-feira para começar a debater esta agenda".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Tulio
Tulio - 16 de Novembro às 14:28
Este prefeito ,amarelado ,quer mesmo e re$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$olver o pobrema dele, ou sera deles