SIGA O EM

Integrantes do MST fazem manifestação na porta do prédio da Vale, na Savassi

Os manifestantes reivindicam contra os danos causados pelo desabamento das barragens de Santarém e Fundão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/11/2015 17:40 / atualizado em 13/11/2015 18:26

Estado de Minas

Cerca de 150 pessoas, incluindo crianças e idosos, se reuniram na tarde dessa sexta-feira no prédio Edifício das Américas, onde há escritórios das Empresa Vale e da Samarco, na Savassi, Região Centro-Sul da capital. O grupo formado por integrantes do Movimento Sem Terra (MST) e pelo Movimento Atingidos pelas Barragens (MAB) reivindicou por garantias da recuperação dos danos causados pelo desabamento das barragens de Santarém e Fundão, ocorrido na quinta-feira passada em Mariana, Região Central de Minas Gerais.

Algumas lideranças dos grupos se reuniram com diretores da Vale e da Samarco apresentando as suas reivindicações. O objetivo era que os representantes das empresas recebessem a pauta que também foi entregue ontem à presidente Dilma Rousseff. O documento pede a garantia dos direitos das pessoas que sofreram danos causados pelo desabamento das barragens e pedi o direito de acompanhar de perto as mesas de negociações. A outra parte dos manifestantes ocupou desde as 15h o hall e a calçada do prédio.

No momento, os manifestantes seguem em direção à Praça Sete, ocupando uma faixa da via. A Polícia Militar (PM) acompanha a manifestação. Segundo o coronel do 1º Batalhão da PM, Victor Araújo, a manifestação segue de forma pacífica desde o seu início. (Com informações de Landercy Hemerson)

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600