SIGA O EM

Barragem de Germano está abaixo do nível segurança, confirma Samarco

Samarco afirma que serão feitas intervenções para contenção da parede

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/11/2015 16:17 / atualizado em 13/11/2015 17:03

Guilherme Paranaiba - Enviado especial

O diretor de Projetos e Ecoeficiência da Samarco, Maury Souza Júnior, informou em entrevista coletiva em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, que uma das paredes de sustentação da Barragem do Germano, em Mariana, está com coeficiente de segurança de 1,22, abaixo do mínimo que é 1,30.

Segundo o diretor, são quatro paredes, sendo que o dique principal tem coeficiente de 1,98. Ele informou que estão sendo feitas intervenções para acrescentar blocos de pedra na contenção da parede da Celinha, até alcançar o coeficiente de 1,30. Apesar disso, Maury Souza Júnior garantiu que a barragem está estável.

Posteriormente, as intervenções vão continuar para que os coeficientes das três paredes cheguem a 1,7, por medida de segurança. Além do dique principal, as paredes são Celinha (1,22), Tulipa (1,46) e Cela (1,48).

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Daniel
Daniel - 13 de Novembro às 19:37
Além de confiscar o dinheiro, tinha é que prender esses presidentes da Samarco e da Vale. Estão brincando com o fogo! O dia em que a população de Valadares revoltar de vez, essas linhas e a estação vão evaporar do mapa da cidade. Sem providência ... Sem paciência!
 
Beatriz
Beatriz - 13 de Novembro às 19:29
Alguém pode imaginar quantas barragens de conteção para rejeitos de mineração nós temos em Conselheiro Lafaiete no antigo Morro da Mina? Esta área opera desde a época da Primeira Guerra Mundial e está a montante da captação de água da Copasa. Hoje pertence a Vale e deveria ser inspecionada preventivamente mas ninguém questiona sobre a prevenção em outras áreas....
 
geraldo
geraldo - 13 de Novembro às 19:02
Diante das colocações da SAMARCO admitindo que a barragem está abaixo do coeficiente de segurança, pergunto: Alguém a acredita que as barragens que se romperam estavam dentro dos coeficientes de segurança? Tudo pelo lucro. Os fins justificam os meios. Maquiavel deve estar rolando de rir.....
 
Gerson
Gerson - 13 de Novembro às 17:31
A avaliação geotécnica da estabilidade da barragem de Germano não pode ser verificada de forma individualizada ou para cada parede, necessita também de uma verificação global cujo coeficiente de segurança mínimo conforme a NBR 6122 é 1,50 e também considerar o meio / rejeito totalmente saturado, tendo em vista que a estação chuvosa está se aproximando e o barramento não irá suportar a pressão hidrostática. Além disso, a drenagem interna do rejeito não está funcionando mais e isso irá afetar a estabilidade do barramento, cujas obras de reforço não irão terminar no prazo antes das chuvas.