SIGA O EM

"Meu filho, ai meu filho!", diz mãe de Tiago ao ver o corpo do filho após liberado para velório

Tiago Damasceno Santos, de 7 anos, é a quinta vítima identificada na tragédia de Mariana

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 958555, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Reprodu\xe7\xe3o/Facebook', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111151852571459i.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}, {'id_foto': 958556, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Arquivo Pessoal', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111153754119786i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 958557, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Valquiria Lopes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Corpo de Tiago \xe9 liberado no IML de Mariana, que est\xe1 funcionando pr\xf3ximo a um dos cemit\xe9rios', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111162153316826o.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 958558, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Valquiria Lopes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'M\xe3e de Tiago, Giovanna Rodrigues, chega ao IML no momento da libera\xe7\xe3o do corpo e entrega uma sacola ao pessoal da Pol\xedcia Civil', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111162209591695u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 958559, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Valquiria Lopes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Giovanna, m\xe3e de Tiago, \xe9 amparada durante cortejo para enterro do menino', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111171133121082i.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 958560, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Valquiria Lopes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/11/11/706841/20151111171235889361u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 11/11/2015 15:00 / atualizado em 11/11/2015 17:42

Valquiria Lopes , Paula Carolina /Estado de Minas

Arquivo Pessoal

"Meu filho, ai meu filho! Muito triste, gente". O choro e o grito de desespero de Giovanna Rodrigues, mãe de Tiago Damasceno Santos, de 7 anos, foram ouvidos do lado de fora do Cemitério de Santana, em Mariana, pouco antes de começar o velório do garoto, que foi enterrado no fim da tarde desta quarta-feira. O corpo de Tiago foi identificado nesta quarta-feira e acaba de ser liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de Mariana, que está funcionando temporariamente ao lado do necrotério, no mesmo cemitério.
Valquiria Lopes/EM/D.A Press

Valquiria Lopes/EM/D.A Press

Reprodução/Facebook
Assim que soube da notícia sobre o reconhecimento do corpo, a mãe de Tiago, Giovanna Rodrigues, postou em seu perfil na rede social Facebook: "Gente, minhas esperanças acabaram. Encontraram o corpo do meu filho". O corpo de Tiago foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Mariana e acaba de ser liberado.

Graziele Aila é amiga da mãe de Tiago e foi até o IML, no cemitério de Santana, assim que soube da notícia pelo Facebook: "Eu não a vi ainda. Soube por redes sociais. Ela postou no Facebook que tinham achado o corpo e agradeceu pelas orações das pessoas. A gente se comunicava por telefone. Agora que ela postou, assim que eu soube, vim pra cá".

Com isso, cai para 20 o número de pessoas desaparecidas, sendo 11 funcionários da Samarco e/ou empresas tercerizadas e nove moradores. Até o momento, foram encontrados oito corpos, sendo que cinco já foram identificados.

Ainda nesta quarta-feira, às 19h, o arcebispo de Mariana Dom Geraldo Liro Rocha celebra missa de sétimo dia pela vítimas da tragédia, na Praça Cláudio Manoel.
Valquiria Lopes/EM/D.A Press

Valquiria Lopes/EM/D.A Press



Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Gilson
Gilson - 10 de Dezembro às 08:30
Nada vai trazer de volta as vidas ceifadas por essa irresponsabilidade, por esse crime cometido pelos prepostos da Samarco. Quero ver a justiça descobrir o nome do gestor, superintendente, administrador ou seja la quem for, que tinha ciencia das irregularidades e resolveu "assumir o risco", (grande mania dos empresarios brasileiros por sinal) e responsabilizar esse infeliz na esfera criminal!
 
jeisa
jeisa - 14 de Novembro às 23:30
Que aconteceu com MARIANA?
 
Geraldo
Geraldo - 13 de Novembro às 09:50
Olha e lamentável toda essa situação, infelizmente estamos em um momento que as pessoas so pensão em bens matérias e a vida tornou se indispensável. Que Deus possa dar todo conforto a sofrimento dessa mãe e que a sua justiça prevaleça, pois eu já não acredito mais na justiça humana, onde o culpado e o que tem menor valor financeiro. Estamos todos fadado a passar por fatalidade idênticas pois estamos cercados por varias bombas relógios prestes a detonar a qualquer momento e nem nos damos conte disso.
 
Agenor
Agenor - 12 de Novembro às 18:44
E a multa aplicada pelo IBAMA? É brincadeira mesmo! O valor de 100 milhões de reais não cobre, sequer as despesas com as obras emergenciais no distrito de Bento. Ano passado o lucro dessa empresa superou 2 bilhões de dólares, segundo informações divulgadas. Ainda bem que temos um Ministério Público competente e atuante!
 
Agenor
Agenor - 12 de Novembro às 18:42
A responsabilidade é de todos, da empresa e do Estado, este último, mais especificamente dos Órgãos de fiscalização. O Órgão Ambiental Estadual (de MG) tem 04 servidores (isso mesmo, quatro) para fiscalizar as mais de 700 barragens de rejeito; o DNPM, Órgão Federal da Mineração, até há poucos dias (já que depois dessa catástrofe recebeu verbas para fiscalização) não tinha verba para pagar as diárias dos fiscais, ou seja, a fiscalização ocorria de forma precária. Não precisa ser técnico para dizer que barragem de rejeitos não são feitas para romperem. O rompimento é inaceitável!!!
 
Lucas
Lucas - 12 de Novembro às 17:02
Por menos que pareça a culpa é do governo, porque nenhuma obra é realizada sem a PREVIA AUTORIZAÇÃO DESTES MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL...e levam anos para serem autorizadas porque eles não se falam....PORTANTO A FISCALIZAÇÃO DEVERIA SER PARA A SEGURANÇA E OS FISCAIS NUNCA APARECEM PARA REALIZAR SEU DEVER....VIDE O CASO DA BOITE DE PORTO ALEGRE.....
 
Ito
Ito - 12 de Novembro às 16:56
MUITO TRISTE E LAMENTAVEL. DEUS DÊ MUITA FORÇCAS FICA < MENTAL E ESPIRITUAL A ESTA MÂE QUE SOFREU MUITISSIMO COM A TRAGICA MORTE DO SEU QUERIDO FILHO, UMA CRIANCINHA DE APENAS 7 ANOS . MAIS UM ANJINHO AO LADO DE DEUS. AMEM. OREMOS POR ELE E POR SUA MÃE .
 
Fernando
Fernando - 11 de Novembro às 17:32
Sair gritando "glória a deus" com o dedo apontado pro céu depois de fazer um gol é fácil. Quero ver fazer isso no enterro do Tiago.
 
Marco
Marco - 11 de Novembro às 16:04
Essa tragédia tem causas bem conhecidas de todos: CORRUPÇÃO E DESRESPEITO À NATUREZA E À VIDA HUMANA. CAUSADORES: AUTORIDADES E POLÍTICOS INCOMPETENTES E ORGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ( é só procurar os nomes nas assinaturas dos documentos de liberação). VÍTIMAS: homens mulheres e crianças ( muitas sem nem saber que existia uma bomba sobre suas cabeças )e também a fauna e flora de toda a região. A sentença não será dada pelos homens.
 
Lucas
Lucas - 12 de Novembro às 17:04
VOVE ESTA CORRETISSIMO A CORRUPSÃO E A DESIDIA DO FUNCIONALISMO É QA PRINCIPAL CAUSA, OS PREFEITOS DEVERIAM EM RETRIBUIÇÃO AOS IMPOSTOS QUE RECEBEM, DETERMINAR ATRAVÉS DE LEIS E FISCALIZAÇÃO A OCUPAÇÃO A JUSANTE DA BARRAGEM
 
FelipeGuerra
FelipeGuerra - 11 de Novembro às 19:14
É infinita a capacidade de dizer asneiras desse Marco Pereira.
 
José
José - 11 de Novembro às 17:22
Veja quando foi feito, digo, cometido o crime E CITE OS NOMES ? ? ?