SIGA O EM

Delegacia Especializada de Crimes Contra o Meio Ambiente já apura acidente em barragem

Equipes da Polícia Civil estão em Mariana colhendo informações e fazendo perícias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2015 19:25 / atualizado em 10/11/2015 11:36

Valquiria Lopes

A Polícia Civil de Minas Gerais abriu inquérito para apurar as causas do rompimento das barragens do Fundão e Santarém, em Mariana. O procedimento está sendo chefiado pelo delegado Aloísio Daniel Fagundes, titular da 2ª Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente e Conflitos Agrários, na capital. Equipes da corporação se deslocaram para o local do acidente e deram início ao trabalho de coleta de informações e perícias no sentido de apurar os motivos do rompimento dos reservatórios.

De acordo com o Ministério Público Estadual, laudos técnicos resultantes do inquérito aberto pelo MP podem subsidiar a apuração policial e contribuir para o indiciamento dos responsáveis, se comprovado que houve falhas que culminaram no acidente.As penalidades na esfera criminal podem resultar no indiciamento por homicídio culposo ou homicídio com dolo eventual, se ficar provado que os responsáveis sabiam de problemas e por ventura tenham sido negligentes, assumindo o risco do acidente.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600