SIGA O EM

Dilma oferece ajuda no socorro às vítimas de tragédia em Bento Rodrigues

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2015 01:00 / atualizado em 10/11/2015 11:29

Agência Brasil



Wilson Dias/Agência Brasil
O governo federal colocou o Exército Brasileiro à disposição do estado de Minas Gerais para ajudar no socorro às vítimas da inundação provocada pelo rompimento da barragem de uma mineradora no distrito de Bento Rodrigues, zona rural a 23 quilômetros de Mariana. Após o rompimento da barragem da Samarco, instalada na região, todo o local foi inundado com lama, rejeitos sólidos e água usados no processo de mineração. A mineradora, que não sabe ainda informar as causas do ocorrido, pediu que os moradores de Bento Rodrigues evacuem o local e sigam imediatamente para o distrito de Camargos, que é mais alto e seguro. De acordo com a prefeitura, a situação no local é muito grave e há risco de desmoronamentos. Várias casas foram alagadas. De acordo com a Casa Civil da Presidência da República, forças federais estão em regime de prontidão em Belo Horizonte e em São João del Rey. A presidenta Dilma Rousseff foi informada do acidente pelo ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, no final da tarde, antes de embarcar para Brasília após cumprir agenda em Alagoas. O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, viaja amanhã (6) para acompanhar as ações de socorro e assistência às vítimas, ao lado de técnicos da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Outros órgãos do governo federal que foram colocados à disposição de Minas Gerais para prestar apoio foram o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres, vinculado ao Ministério da Integração Nacional, e a Força Nacional do Sistema Único de Saúde.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Lincoln
Lincoln - 06 de Novembro às 08:32
A empresa camargo correia, SUBSIDIARIA DA VALE DO RIO DOCE, privatizada com dinheiro do BNDS, é quem deveria estar na frente atendendo todas as vítimas consertando toda área afetada, indenizando as vítimas e o pais pelo crime AMBIENTAL, e NÃO A PRESIDENTA TIRAR DINHEIRO DE NOSSOS BOLSOS livrando a RESPONSÁVEL pelos crimes que há anos vem causando à NAÇÃO.