SIGA O EM

Campanha contra a gripe entra na reta final com apenas 42% do público-alvo imunizado em MG

Vacina contra o vírus é aplicada até esta sexta-feira nos postos de saúde do estado. Em BH, somente 35,12% das pessoas consideradas vulneráveis receberam a dose

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/05/2015 17:56 / atualizado em 21/05/2015 18:09

Clarisse Souza

Paulo Filgueiras/EM/D.A.Press

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe entra na reta final e Minas Gerais está longe de alcançar a meta de imunização contra o vírus. Segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, 1.738.872 pessoas receberam a dose da vacina desde 4 de maio, o que representa apenas 42,4% do total de 4.099.373 indivíduos considerados vulneráveis à doença no estado. A expectativa do governo é de que pelo menos 80% desta população seja vacinada até esta sexta-feira.

A situação é ainda pior em Belo Horizonte. Segundo dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações, 537.007 cidadãos se enquadram em algum grupo prioritário contemplado pela campanha, mas apenas 188.581 haviam procurado alguma unidade de saúde para se vacinar até esta quinta-feira, 35,12% do total esperado.

O Ministério da Saúde considera como grupos prioritários crianças de seis meses a menores de 5 anos, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto), grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, população carcerária e funcionários do sistema prisional. Os dados divulgados hoje não incluem as pessoas que se encaixam nestes três últimos grupos.

A baixa procura pela vacina não é exclusiva do estado de Minas Gerais. Em todo o Brasil, eram esperadas 49,7 milhões de pessoas nos postos de vacinação nos 19 dias de campanha, mas até agora somente 19,1 milhões procuraram pela dose. O número representa 38,6% do público-alvo.

A dose da vacina que é disponibilizada pelo SUS protege contra três subtipos do vírus da gripe determinados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A vacinação acontece justamente para proteger contra o período de maior circulação do vírus, que vai do fim de maio a agosto. A campanha termina nesta sexta-feira, 22. Quem se encaixa em um dos grupos prioritários pode procurar um dos mais de 5 mil postos fixos e volantes espalhados pelo estado.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Adriano
Adriano - 22 de Maio às 09:14
Eu queria vacinar, mas não tenho como ir de segunda a sexta ao posto de saúde. Deveria funcionar no sábado nesta semana de vacinação. Mas, parece que não há interesse e ficam fazendo reportagem de público não atingido.
 
João
João - 22 de Maio às 08:04
Por que não fazem uma reportagem um pouco mais completa e não listam a relação de postos de saúde onde a vacina pode ser tomada?
 
Antonio
Antonio - 21 de Maio às 19:27
O governo só faz alarde e vacina que é bom mesmo, nada. Aqui em Ipatinga não tem a vacina. Acho um absurdo. O governo é demagogo demaise olhe que a prefeita daqui é do PT. hahahahahahahahahahahahaha,dando gargalhadas para não chorar de vergonha dos nossos governantes. Eta povo sofrido até na hora devacinar.