15°/ 22°
Belo Horizonte,
21/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Moradores voltam a sentir tremor de terra em Montes Claros O Observatório Sismológico da Universidade Federal de Brasília (UnB) confirmou que o abalo sísmico atingiu 3.2 graus na Escala Richter. Ninguém ficou ferido

Luiz Ribeiro

João Henrique do Vale

Publicação: 01/04/2014 15:40 Atualização: 01/04/2014 17:36

Os moradores de Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais, voltaram a se assustar com mais um tremor de terra que atingiu o município na tarde desta terça-feira. O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) confirmou que o abalo sísmico atingiu 3.2 graus na Escala Richter. Ninguém ficou ferido.

O tremor foi sentido por volta das 13h e durou poucos segundos. O Corpo de Bombeiros recebeu mais de 20 ligações com pessoas assustadas relatando o ocorrido. Porém, a Defesa Civil da cidade não registrou feridos. Moradores do Bairro Eldorado foi os que mais sentiram os tremore. De acordo com coordenador da Defesa Civil, Mattson Malveira, cinco casas sofreram rachaduras. “Mas foram pequenas trincas que não causaram maiores problemas”, disse. Um novo tremor foi sentido nesta tarde de terça-feira, mas ainda não foi confirmado pela UnB.

De acordo com a UnB, o abalo foi detectado por três estações que estão instaladas em Itacarambi, na Região Norte do estado, Governador Valadares, na Região do Rio Doce, e Caldas Novas, em Goiás. Em Montes Claros também há uma estação, porém ela não transmite dados on-line. Os resultados registrados por ela será divulgado posteriormente.

MOntes Claros já registrou uma sequência de tremores nos últimos três anos. O mais forte deles – de 4,2 de magnitude, ocorrido em 19 de maio de 2012 - motivou a instalação de estações sismográficas da Universidade de Brasília (UnB) e da Universidade de São Paulo (USP), que passaram a monitorar os fenômenos, em parceria com a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). Em março de 2013, foi divulgado relatório dos estudos, que confirmaram a causa dos sismos: tarata-se de uma falha geológica de 3 quilômetros de extensão, situada a cerca 1,5 a 2 quilômetros de profundidade.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.