Tremores de terra atingem cidades na Grande BH

Moradores das cidades de São José da Lapa e Vespasiano sentiram sismos na madrugada e a manhã desta terça-feira. O tremor mais significativo desta madrugada teve magnitude de 3.2 na escala Richter e aconteceu à 1h57

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Tremores de terra assustaram moradores das cidades de São José da Lapa e Vespasiano, na Grande BH, durante a madrugada e a manhã desta terça-feira. Mesmo não deixando grandes estragos, os sismos mobilizaram equipes das defesas civis e bombeiros. Moradores sentiram paredes e o chão mexendo, sendo o registro mais forte por volta de 2h. Não é a primeira vez que tremores de terra atingem a região. Em 2009 e 2010, também aconteceram abalos, o mais forte deles com magnitude 2.2 na escala Richter.

Kelma Batista é moradora do Bairro Cachoeira, perto o Centro de São José da Lapa, e conta o que aconteceu. “Houve cerca de quatro tremores, um deles mais violento. Foi um susto muito grande. A minha cama sacudiu e os móveis também. Eu soube de outras casas em que caiu televisão. Teve gente que saiu correndo com as crianças com medo de que a casa caísse”, relata.

De acordo com a prefeitura de São José da Lapa, não há estragos relatados em ocorrências de bombeiros ou defesa civil. Equipes percorrem os bairros mais atingidos nesta manhã para verificar a situação das residências. A prefeitura fez contato com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (Obsis), responsável pela medição de sismos.

Segundo o Obsis, o tremor mais significativo desta madrugada teve magnitude de 3.2 na escala Richter e aconteceu à 1h57. Com esse valor, o tremor ainda é considerado fraco pelos especialistas. De acordo com a coordenadora, Monica Von Huelsen, cinco estações registraram o evento, mas para definir as causas ainda são necessários estudos mais aprofundados. Os motivos, segundo ela, podem ser o abatimento de camadas de terra em regiões com caverna ou a existência de uma falha geológica – como é o caso da cidade de Montes Claros, Norte de Minas, onde ocorrem tremores com freqüência.

Conforme Von Huelsen, as pessoas que estavam deitadas ou em andares superiores dos imóveis devem ter sentido o impacto dos sismos com mais intensidade.

Às 10h05, enquanto o em.com.br conversava por telefone com a assessoria da prefeitura, outro tremor aconteceu deixando os funcionários desesperados. As pessoas correram no prédio da administração municipal. A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) informou que recebeu um comunicado de Vespasiano a respeito dos tremores de terra. A Cedec também fez contato com o Obsis para receber dados oficiais.

Soraia Piva
Tags: