Publicidade

Estado de Minas

Bancário é assassinado em apartamento no Bairro Prado

A vítima foi encontrada com marcas de violência no pescoço e com vestígios de violência sexual. O suspeito do crime seria ex-companheiro do bancário


postado em 10/10/2013 08:27 / atualizado em 10/10/2013 14:46

Um bancário da Caixa Econômica Federal (CEF) de 40 anos foi assassinado dentro de um apartamento no Bairro Prado, na Região Oeste de Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira. O homem foi encontrado morto pela irmã com marcas de violência no pescoço. O suspeito do crime é um ex-companheiro da vítima que deixou o imóvel por volta das 3h30. O criminoso ainda usou um cabo de vassoura para violentar sexualmente a vítima. Ele ainda é procurado.

O criminoso, que é ex-companheiro do bancário e já havia morado no prédio, localizado na Rua dos Pampas, chegou no local por volta das 1h30. O porteiro comunicou ao proprietário do imóvel que autorizou que ele subisse até o apartamento 603. Câmeras de segurança flagraram quando o suspeito deixou o edifício por volta das 3h30.

A irmã da vítima tentou ligar para ela, mas ninguém atendeu as ligações. Preocupada, ela foi até o imóvel. O porteiro interfonou para o apartamento, porém, não obteve sucesso. Por causa disso, a mulher, que tem as chaves da casa, foi até o local e encontrou a triste cena.

 

Ronaldo Araújo Caldas estava caído no chão da sala de barriga para cima com marcas de violência no pescoço. A suspeita da PM é que ele tenha tido a cervical quebrada. 


Não foi encontrada nenhuma marca de arrombamento na porta do apartamento. A PM tenta identificar se algum material foi roubado no local, pois o suspeito seria usuário de drogas. O homem ainda não foi encontrado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade