18°/ 27°
Belo Horizonte,
22/SET/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

"Ciranda da Morte" » Vereador de Central de Minas é preso por envolvimento em quadrilha de assassinos O policial reformado Fabiano Bino da Costa, conhecido como Sargento Fabiano (PDT) foi preso junto com outras quatro pessoas na Operação Ultimato. Ele é acusado de liderar a organização criminosa

Luana Cruz

Publicação: 08/10/2013 11:32 Atualização: 08/10/2013 11:43

 A polícia descobriu que o sargento Fabiano assumiu o comando do grupo após a morte do antigo líder, também policial da reserva (Divulgação TRE)
A polícia descobriu que o sargento Fabiano assumiu o comando do grupo após a morte do antigo líder, também policial da reserva
Cinco suspeitos de envolvimento com uma quadrilha de homicidas, conhecida como “Ciranda da Morte”, foram presos na manhã desta terça-feira durante a Operação Ultimato deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), polícias Civil e Militar. Entre os presos há um sargento reformado da PM e vereador, apontado pela polícia como líder da organização criminosa. O grupo é acusado de pelo menos 10 assassinatos, desde 2001, no município de Central de Minas, no Vale do Rio Doce.

Três pessoas, entre eles o policial Fabiano Bino da Costa – Sargento Fabiano (PDT), 37 anos, foram presas em cumprimento de mandado expedido pela Justiça. Outros dois detidos foram capturados em flagrante e encaminhados para a delegacia.

De acordo com a Polícia Civil, o crime que levou os investigadores ao rastro da quadrilha aconteceu em 3 de dezembro de 2012. Na época, Lafayette Albino dos Santos, 48 anos, foi morto a tiros em um homicídio considerado pelas autoridades como queima de arquivo. A vítima teria informações sobre outros assassinato praticados pelo “Ciranda da Morte”.

A partir da morte de Lafayette as investigações avançaram apontando envolvimento de membros da temida quadrilha. A polícia descobriu que o sargento Fabiano assumiu o comando do grupo após a morte do antigo líder, também policial da reserva, ocorrida em 27 de junho de 2012. Pelas conexões e contatos do vereador, outros integrantes da quadrilha foram identificados. Outros detalhes sobre as prisões serão repassadas pela polícia à tarde.

Medo

Segundo a Polícia Civil, a operação desta terça-feira encerra as atividades criminosas da quadrilha e dá tranquilidade para a população testemunhar sobre os inúmeros homicídios cometidos pelo grupo. Conforme a corporação, os envolvidos eram muito temidos em toda a cidade.
Tags:

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: José Neto
Parabéns aos que executaram o serviço. Com certeza devem haver bastantes fundamentos e provas para desencadear a operação. Agora resta as testemunhas fazerem suas partes enquanto cidadãos que são. Mas aposto que vai ter muita gente defendendo estes bandidos assassinos ($$$). | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.