19°/ 29°
Belo Horizonte,
20/ABR/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Morre 11ª vítima de acidente com carreta de combustível na BR-116 Homem que estava internado no Hospital das Clínicas de São Paulo com queimaduras morreu na madrugada desta segunda-feira

Cristiane Silva

Publicação: 05/08/2013 11:27 Atualização: 05/08/2013 11:33

 (João Gabriel B. Meneghite /Jornal Leopoldinense)


Morreu na madrugada desta segunda-feira mais das vítimas do grave acidente envolvendo uma carreta carregada com combustível e cinco carros em 29 de julho na BR-116, em Leopoldina, na Zona da Mata mineira. Assim, chega a 11 o número de mortos na tragédia.

Bruno Antônio Sena Sasse estava internado em Minas, mas precisou ser transferido para o Hospital as Clínicas de São Paulo. A instituição informou que o rapaz estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de Queimados desde o último dia 30 e morreu às 5h05 desta segunda. Ainda segundo o hospital, a família está providenciando a documentação para liberar o corpo.


Na sexta-feira, a Polícia Civil divulgou os nomes das pessoas que morreram carbonizadas no acidente e estavam sem identificação. As vítimas são Helena Fernandes Mateus, Celina Aparecida Mateus, Ana Paula Ruy Cotrin Araújo, Ana Elizabeth Souza Almeida Pereira, Mariana Mascarenhas Pereira, Elisa Dias da Costa, Luiz Carlos Amâncio Pereira, Leonardo Almeida Pereira e Balbino Caetano Vieira. Eles moravam no Rio de Janeiro, São Paulo e interior de Minas. A estudante de medicina Mariana Gomes Porto dos Santos, de 24 anos, que teve 95% do corpo queimado e morreu em um hospital de Leopoldina, já havia sido identificado na quarta-feira. Entre os mortos está um bebê de 40 dias que viajava com a mãe.

De acordo com a Polícia Civil de Minas Gerais, não foi necessário o exame de DNA, pois o reconhecimento foi possível com base em particularidades dos corpos, como a existência de uma prótese mamária, um aparelho ortodôntico, um pino de platina que uma das vítimas tinha no braço, entre outros. Os nove corpos já estavam sendo liberados conforme o comparecimento dos familiares.

O acidente

No fim da tarde de segunda-feira, numa curva do km 781,5 da Rio-Bahia, entre Leopoldina e Além Paraíba, uma carreta tanque com 40 mil litros de óleo diesel e gasolina tombou e se arrastou pela contramão, chocando-se contra cinco carros. Houve explosão e três veículos, além da carreta, acabaram pegando fogo. Testemunhas afirmam que o motorista dirigia em alta velocidade no trecho, cujo máximo permitido é de 40 km/h.

O óleo derramou na pista e atingiu o leito do Rio Pirapetinga, prejudicando a captação e abastecimento de água em Leopoldina na terça-feira. Técnicos da Copasa fizeram a retirada do combustível, e o fornecimento está voltando aos poucos no decorrer do dia de hoje. A companhia informou que continua monitorando o local para garantir que a água captada esteja dentro dos parâmetros normais.
Tags:

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.