SIGA O EM

Preso em BH advogado que liderava uma quadrilha de roubo de carros de luxo no Brasil

O "doutor do crime" articulava o transporte de veículos roubados para o Paraguai, Peru e Bolívia. Ao todo, nove membros da organização criminosa foram presos durante a Operação Lobo de Ferro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 519150, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Filgueiras/EM DA Press', 'link': '', 'legenda': 'Advogado preso - Evangevaldo Castanheira dos Santos', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2013/04/02/366215/20130402130123666899a.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': None}]
Paulo Filgueiras/EM DA Press
A Polícia Civil prendeu em Belo Horizonte um advogado que liderava uma quadrilha de roubo de carros de luxo no Brasil. Evangevaldo Castanheira dos Santos, o “Gim”, de 43 anos, é de Foz do Iguaçu (PRF) e articulava o transporte de veículos roubados para o Paraguai, Peru e Bolívia. Ele foi detido depois de uma longa investigação que chegou a cada um dos integrantes do bando. Outros nove membros da organização criminosa foram presos durante a Operação Lobo de Ferro desencadeada pelas delegacias de São Gotardo e Patos de Minas, Departamento Estadual de Operações Especiais (Deoesp) e Grupo de Combate ao Crime Organizado ( GCOC) do Ministério Público de Minas Gerais.

As investigações começaram em 2011, depois que quatro bandidos roubaram uma Volkswagen Amarok dentro de uma concessionária em São Gotardo, no Alto Paranaíba. Webert Warne Brito de Oliva, Avides Luiz Batista, Jefferson Fernandes de Azevedo e Jackson Marconi Silva, sairam de BH armados e invadiram a loja na cidade do interior. Eles renderam o vigia e sequestram o funcionário da concessionária, que foi abandonado na região metropolitana da capital. No dia do crime, os assaltantes conseguiram fugir com a caminhonete.

Durante as investigações, a polícia descobriu outros crimes praticados pelo mesmo grupo em BH, como o roubo de um XC60 Volvo. Policiais conseguiram prender quatro assaltantes com esse veículo roubado: Webert, Carlos Roberto Gonçalves Lima, Watson Bruno Menezes e Roberto de Paula Guides. Todos eles estavam no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, adulterando a placa do veículo para que fosse levado para fora do país.

Depois dessa prisão, os policiais foram em busca de outro “braço” da quadrilha em Caraguatatuba (SP). Na cidade paulista, prenderam Maria de Fátima Barboza de Lima, a "Fátima despachante", responsável por falsificar os documentos dos carros roubados e providenciar placas clonadas para que os veículos pudessem rodar nas estradas brasileiras até a fronteira, antes de serem entregues a receptadores internacionais. No fim da operação, os outros assaltantes que roubaram Amarok também acabram presos.

Doutor do crime

Segundo a polícia, o grande líder dessa quadrilha é o advogado Evangevaldo, conhecido como “doutor do crime”. Ele encomendava os veículos e negociava com criminosos em outros países. O advogado foi preso no centro de BH no último dia 26, logo depois de desembarcar no aeroporto de Confins vindo de uma escala Paraná/São Pauto/Minas.

(Com Andrea Silva)
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600
 
Valdir
Valdir - 03 de Abril às 08:26
Caro Luciano Lima, deixa tentar te explicar como o cara "foi preso no centro de BH logo depois de desembarcar em Confins": Ele estava viajando, desceu do avião em Confins, pegou um tx ou um dos carros roubados pelo bando e foi para o centro de BH onde foi preso. Tá bom assim ou ainda não entendeu????
 
Fabio
Fabio - 02 de Abril às 20:11
PARABENS A POLICIA CIVIL DE MINAS GERAIS, DEVEM INVESTIR EM MAIS INVESTIGAÇÕES COMO NOS PAISES DE PONTA.
 
Wellington
Wellington - 02 de Abril às 19:51
Quadrilha xique, tem até doutor advogado! ta treinando pra ir pra Brasilia !
 
João
João - 02 de Abril às 18:22
POLICIA MINEIRA.....BANANA PRA VOÇÊS....AQUI TEM É QUADRILHA MINEIRA !!!!!
 
luiz
luiz - 02 de Abril às 18:22
Todo mundo detesta advogado, a não ser quando precisa de um porque a policia forjou um flagrante; quando o filhinho é preso usando drogas ou quando a mulher lhe mete um belo par de chifres...rsrsrs
 
João
João - 02 de Abril às 18:22
MEU CARRO FOI ROUBADO EM 2007, RECEBÍ UM TELEFONEMA ANÔNIMO, DIZENDO QUE FOI ESTE MARCONI AÍ...ME DERAM O ENDERÇO DO MARGINAL, PASSEI PARA A POLICIA E..........ESTAMOS EM 2013 ???????????????????????????????? HÃ ?????
 
João
João - 02 de Abril às 18:19
E OS CARROS ROUBADOS ???????????? NUNCA APARECEM.....QUANTO DE PROPINA ???????20 % só ?????
 
Luciano
Luciano - 02 de Abril às 16:38
"O advogado foi preso no centro de BH no último dia 26, logo depois de desembarcar no aeroporto de Confins" Como assim ???
 
Avelino
Avelino - 02 de Abril às 15:40
Bandido aqui em MINAS GERAIS não tem vez. Bandido bom é bandido morto.
 
Carlos
Carlos - 02 de Abril às 14:20
É como eu sempre digo: SEM ADVOGADO, NÃO HÁ CRIME...e depois vem o presidente da OAB-Minas dizer que não aguenta mais ouviu piadinha sobre advogado...
 
VALDEMAR
VALDEMAR - 02 de Abril às 13:25
ELLE É O CÃNCER DO BRASIL. ARRASOU COM O PAÍS. PROTETOR DE BANDIDOS.