17°/ 29°
Belo Horizonte,
23/OUT/2014
  • (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Sul de Minas » "Estou aliviada", diz mãe de adolescente sequestrada em Cássia A jovem conseguiu fugir de um matagal, na manhã desta quarta-feira, onde os assaltantes a deixaram com os braços amarrados. Amigos receberam a jovem com aplausos

João Henrique do Vale -

Publicação: 19/09/2012 15:04 Atualização: 19/09/2012 15:16

A jovem foi levada por um grupo na porta de casa (Reprodução/Facebook)
A jovem foi levada por um grupo na porta de casa
“Estou aliviada. Foram 30 horas de pura angústia”, esse foi o sentimento da mãe da adolescente de 15 anos, que foi sequestrada nessa terça-feira, após reencontrar com a filha. A garota voltou para a família na manhã desta quarta-feira após fugir de um matagal onde foi deixada pelos bandidos. Clara Alves Campos chegou em casa às 13h. Ainda de uniforme escolar, foi aplaudida por cerca de 100 estudantes que já a esperavam com cartazes.

A mãe da adolescente, Iolanda Maria Alves Campos, de 46 anos, contou um pouco dos momentos de terror que a filha passou e deu detalhes de como ela conseguiu fugir. “Eles abandonaram ela em um matagal na cidade de Patrocínio Paulista (interior de São Paulo). Os bandidos amarraram as mãos dela, mas ela conseguiu fugir, pegou carona na rodovia foi levada para a delegacia”, explica Campos.

A adolescente havia sido levada na manhã de terça-feira por pelo menos três bandidos que estavam num Celta. Como de costume, a mãe da menina saiu da garagem de casa, no Bairro Jardim do Sol, para levá-la à escola, onde cursa o último ano do ensino fundamental, quando foram abordadas. A garota foi retirada a força do carro. Os assaltantes chegaram a dar um tiro para o alto para assustar às vítimas. Antes de fugir, o bando ainda deixou uma carta em que pediam R$ 1 milhão pelo resgate, mas nenhum dinheiro foi entregue a eles. “Hora nenhuma eles pediram o resgate e nem maltrataram a minha filha. Ela está sem nenhum ferimento”, afirma Iolanda Maria.

Policiais do Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil (Deoesp) de Belo Horizonte assumiu as investigações sobre o caso. O delegado regional de Passos, Carlos Alves, informou que nenhum suspeito foi preso por enquanto. “Estamos próximos de encontrá-los, porém maiores detalhes não serão passados para não atrapalhar as investigações”, afirmou em frente a casa da adolescente.

Fé dos amigos

Desde o início do sequestro, a cidade de Cássia estava unida para encontrar Clara Campos. Logo que a notícia de que a adolescente havia sido encontrada se espalhou, dezenas de amigos e familiares se reuniram em frente a casa da garota. Com cartazes, cerca de 100 pessoas aplaudiram a chegada de Clara, que logo abriu um sorriso. Os estudantes também fizeram um círculo e rezaram para a menina. “Só tenho que agradecer a todos da cidade que nos deram apoio desde o início”, disse Iolanda Campos.

(Com informações de Marlon Santiago, da TV Alterosa)

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: geraldo silveira
esses imbessis são amadores, usuários de drogas que queriam comprar crack, esses merdas são da própria cidade, provavelmente funcionários ou ex do fazendeiro, a polícia vai pegar facim, facim. A polícia vai investigar todas as possibilidades inclusive parentes da vítima. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.