12°/ 20°
Belo Horizonte,
29/JUL/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Trio preso pela polícia pode ter participação em sequestros de bancários na Grande BH Os suspeitos foram presos por praticar o crime do sapatinho em Itaúna, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais

João Henrique do Vale -

Publicação: 18/09/2012 16:55 Atualização: 18/09/2012 19:03

A polícia investiga a participação de três homens, apresentados nesta terça-feira na Divisão de Operações Especiais (Deoesp), em crimes do sapatinho – quando o bancários e as famílias deles são feitos reféns e são obrigados a entregar dinheiro do banco – que ocorreram na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O trio foi preso por cometer esse mesmo delito em Itaúna, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Civil, em 16 de junho deste ano, Wesley Renato Alves Lopes, de 27 anos, Valter Bruno Ruas, de 23, e Pedro Henrique dos Santos, de 24, ficaram nas proximidades da casa do dono de uma lotérica em Itaúna monitorando a rotina da família dele. Quando a vítima chegou do trabalho no fim da tarde foi rendido pelo trio que estava armado com uma pistola calibre 380.

Dois dos bandidos mantiveram a família refém, enquanto o outro suspeito foi com o dono da lotérica até o estabelecimento comercial. Lá, o homem foi obrigado a abrir o cofre e entregar R$ 30 mil em dinheiro e cheques. Após pegar a quantia, os três assaltantes fugiram.

No mesmo dia, Wesley foi preso em flagrante quando passava pelo Bairro Boa Vista, na Região Leste de BH. Após a prisão de Lopes, a polícia começou a investigar o caso e chegou até Walter. O homem foi preso em 11 de agosto no Bairro Lindeia, na Região do Barreiro, também na capital. Com ele foi encontrado a pistola calibre 380 usada no crime.

Na última terça-feira, a polícia conseguiu encontrar o último suspeito do roubo. Pedro foi preso após trocar tiros com a Polícia Militar em Contagem, na Grande BH. Através de fotos de jornais, os investigadores conseguiram identificá-lo. Ele foi intimado a depôr e a vítima do crime do sapatinho o reconheceu.

A polícia tentar agora apurar se o trio tem participação em outros crimes do sapatinho. “Estamos investigando pois eles podem ter participações em outros roubos na Região Metropolitana de BH. Por enquanto não tem nenhum indícios que levem a isso”, explica o investigador Jeferson Eustáquio.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.