Quadrilha especializada em roubo a joalherias era comandada por detentos da Nelson Hungria

Grupo foi preso quando tentava assaltar um estabelecimento no Shopping Norte, em Venda Nova

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

postado em 10/09/2012 17:30 / atualizado em 10/09/2012 17:58

João Henrique do Vale , Bárbara Ferreira

TV Alterosa/Reprodução
 

Uma quadrilha especializada em assaltos a joalherias da capital foi presa pela Polícia Civil (PC). O bando era comandado por detentos que estão na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, Região Metropolitana de Belo Horizonte. O dinheiro arrecadado nos crimes seria usado para abastecer o tráfico de drogas e para a compra de armas.

Os suspeitos já eram monitorados há mais de 15 dias. As investigações apontaram que o grupo iria praticar um assalto em uma joalheria localizada no Shopping Norte, na Região de Venda Nova, em 31 de agosto deste ano. Diante das informações, os policiais ficaram à paisana no centro de compras a espera da quadrilha.

No dia do crime, dois suspeitos ficaram do lado de fora do shopping. Vanessa Sales Martins monitorava a polícia e Thiago Rodrigues da Silva ficou dentro do carro para dar fuga ao bando. Outros dois homens, Pablo Ronald Pereira da Anunciação e Reginaldo Pereira de Oliveira chegaram a entrar na joalheria, mas foram surpreendidos antes mesmo de anunciarem o assalto. Com Pablo foram encontrados dois revólveres.

As investigações apontaram que a quadrilha era comandada por três detentos da Penitenciária Nelson Hungria. São eles, Leonardo Pereira Martins Alves, Rafael da Luz Pereira, presos por latrocínio e homicídio, e Thiago Nunes Rodrigues, detido por tráfico de drogas.

De acordo com a PC, Vanessa, que é namorada de Leonardo e Reginaldo, irmão do homem, recebiam ordens dos detentos durante as visitas na penitenciária. O dinheiro arrecadado nos assaltos seriam usados em outros crimes. “Os suspeitos estavam querendo juntar R$ 400 mil que seriam usados no tráfico de drogas e para comprar armas”, explica o delegado Wanderson Gomes da Silva.

Segundo Silva, o grupo também planejava assaltar uma residência na Grande BH, possivelmente na cidade de Lagoa Santa. O suspeitos foram autuados por tentativa de roubo qualificado e formação de quadrilha. Os detentos responsáveis por comandar o bando vão responder pelos mesmos crimes.