/ 22°
Belo Horizonte,
01/AGO/2014
  • (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Jovem encontrada morta em rua do Bairro Ipiranga pode ter tido overdose Testemunhas informaram a polícia que a mulher passou a noite consumindo drogas na companhia de outros dois homens. Nenhum deles foi encontrado pela polícia.

Thiago Lemos

Publicação: 13/08/2012 16:57 Atualização: 13/08/2012 17:03

Corpo da jovem foi encontrado próximo ao ponto final do ônibus 8103 (Jair Amaral/EM/D.A.PRess)
Corpo da jovem foi encontrado próximo ao ponto final do ônibus 8103
A polícia investiga as causas da morte de uma jovem, de aproximadamente 17 anos, que foi encontrada morta na manhã desta segunda-feira na Rua Doutor Furtado de Menezes, no Bairro Ipiranga, Região Nordeste de Belo Horizonte. A suspeita é que ela tenha morrido de overdose após passar a madrugada consumindo cocaína e crack. Não foi encontrado nenhum sinal de violência no corpo. Moradores da região confirmaram que o local é frequentado usuários de drogas durante a noite. De acordo com a Polícia Civil, o laudo que vai apontar a causa da morte da jovem deve sair em 30 dias.

O local onde a jovem foi encontrada morta fica ao lado ponto final da linha 8103 (Nova Floresta/Santa Lúcia), no local conhecido como Cidade Ozanan. Foi um fiscal da empresa que chegou para trabalhar por volta das 5h que encontrou a jovem sentada rente ao muro. Inicialmente o homem pensou que a menina estivesse dormindo, mas 40 minutos depois estranhou a situação, já que ela estava com roupas curtas e fazia muito frio.

A perícia encaminhou o corpo da menina para o Instituto Médico Legal onde deu entrada como desconhecida número 721. A menina, segundo informou moradores da região, era moradora de uma das vilas do Aglomerado da Serra, na Região Centro-Sul, e estaria no local acompanhada de um namorado. O homem não foi encontrado pela PM.

Segundo testemunhas, a jovem foi vista na madrugada acompanhada do namorado e de outro homem. A Polícia Militar teria ido ao local, revistado os três, mas ido embora por não encontrar entorpecentes com os abordados. No entanto, foi a polícia deixar o local para que eles voltassem a usar drogas. Pouco tempo depois a menina teria começado a se sentir mal, mas foi abandonada pelos homens. 

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.