20°/ 35°
Belo Horizonte,
01/OUT/2014
  • (3) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

EUA facilitam visto em BH Lançamento de site e abertura de um centro de atendimento na capital pretendem reduzir o tempo de espera para a concessão de entrada no país e atrair mais turistas

Bertha Maakaroun -

Publicação: 26/04/2012 06:00 Atualização: 26/04/2012 06:38

Como parte da estratégia dos Estados Unidos de atrair mais brasileiros facilitando a concessão dos vistos, a partir de segunda-feira estará no ar um novo website que promete agilizar o atendimento aos turistas. O processo para a concessão do visto também vai mudar. Agora, antes da tradicional entrevista em uma das quatro representações diplomáticas no país, será necessário passar por um dos seis novos Centros de Atendimento aos Solicitantes de Visto (Casv). Embora a obtenção do visto vá demandar duas visitas, o serviço será prestado mais rapidamente e, em alguns casos – como o de pessoas cujos vistos venceram há menos de quatro anos –, haverá dispensa da entrevista.

Para os mineiros há outra novidade. Um dos seis novos Casvs instalados no Brasil será em Belo Horizonte, situado à rua Maranhão 351. Não se trata ainda do consulado, explicou Merry Miller, cônsul norte-americana para assuntos de Minas Gerais, em referência à expectativa de que até 2014 esteja instalado um consulado na capital mineira. “Os Casvs são parte da política de apoio implantada nos últimos dois anos em países com grande volume de solicitantes de vistos”, afirmou Miller. No México e na Argentina os centros já funcionam.

Além de Belo Horizonte, haverá um Casv no Recife, Rio de Janeiro, Brasília e dois em São Paulo. “O Casv tem o compromisso de melhorar o processo de solicitação de vistos, tornando-o cada vez mais eficiente”, acrescentou Miller. Na capital mineira, o Casv será inaugurado em 7 de maio, segundo informou ontem Patrick McCormick, vice-cônsul dos Estados Unidos no Rio de Janeiro. É para o Casv, em primeiro lugar, que devem se dirigir todos os solicitantes, após o preenchimento dos formulários DS-160 on-line pelo novo endereço www.brazil.usvisa-info.com, em operação a partir de segunda-feira.

A demanda de brasileiros por vistos para os Estados Unidos cresceu, em média, 54% nos dois primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Em janeiro e fevereiro foram concedidos 115.269 vistos para os Estados Unidos.

Enquanto em São Paulo foram concedidos em média 2.522 vistos ao dia, no Rio de Janeiro foram 1.563, em Brasília 757 e no Recife 476. Em São Paulo o tempo médio de espera foi de 35 dias, no Recife de 15 dias, no Rio de Janeiro e em Brasília de sete dias.

MOVIMENTO O anúncio oficial da secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton, em 9 de abril, de que os Estados Unidos vão abrir mais dois consulados no Brasil, um em Belo Horizonte e outro em Porto Alegre, para ajudar a reduzir o tempo de espera para concessão de vistos foi muito bem recebido por políticos e empresários mineiros. Há mais de dois anos Minas Gerais reivindicava a instalação de uma representação diplomática em Belo Horizonte. Os EUA têm hoje representações no Rio de Janeiro, em São Paulo, em Recife e no Distrito Federal.

Em novembro do ano passado o movimento ganhou força quando a bancada mineira no Congresso Nacional e os deputados estaduais assinaram carta dirigida à secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinto, solicitando a abertura do consulado em Belo Horizonte. Pouco depois, Eduardo Azeredo, Jayro Lessa e a integrante do Conselho de Representantes de Brasileiros no Exterior, Ester Sanches-Naek, apresentaram essas correspondências ao governador Antonio Anastasia, que apoiou o pleito.


RUMO AOS STATES
Como pedir o visto a partir de 30 de abril

1)    Preencha o formulário DS–160 on-line pelo endereço www.brazil.usvisa-info.com, que estará no ar a partir       de 30 de abril
2)    Ao preencher o formulário, o novo site agendará a visita ao Casv e também a um dos consulados dos Estados Unidos no Brasil, segundo indicação de sua preferência
3)    Pague a taxa de solicitação de visto, de 160 dólares. O pagamento poderá ser efetuado por cartão de crédito, em espécie em qualquer agência Citibank ou ainda por boleto bancário. A taxa cobrirá todos os custos até a entrega do passaporte com o visto em domicílio
4)    No dia agendado no Casv de Belo Horizonte leve o formulário DS–160 preenchido, além do passaporte com validade mínima de seis meses. Recepcionistas indicarão o procedimento para que seja feita a fotografia do visto e a biometria dos dedos das duas mãos
5)    Menores de 15 anos e maiores de 66 anos não precisarão ir pessoalmente   ao Casv. No caso dos menores, os documentos poderão ser levados      pelo responsável
6)    Compareça à entrevista no consulado previamente agendada no ato do preenchimento do formulário DS-160.    O processo deverá ser mais rápido, podendo a entrevista com os diplomatas americanos levar aproximadamente       15 minutos
7)    Caso o visto tenha sido aprovado, aguarde a chegada do passaporte no endereço que você escolheu para recebê-lo por um serviço expresso
 
Tags: celular

Esta matéria tem: (3) comentários

Autor: mauro gomes
Que bom para quem pretende viajar pra lá... prefiro o Brasil que não tem vulcões, guerras __ um pais cujo povo tem uma índole pacífica. Aquinão temos corruptos também. | Denuncie |

Autor: FLAVIO CARVALHO
Sabe da historia do primo rico e o primo pobre . O primo rico sempre levou uma vida boa , ai começou a quebrar , entao ele comecou a visitar o primo pobre na hora do almoço.Ai o primo pobre achou maravilhoso. Puxa que satisfação ele nunca me deu valor. Vou fazer mais compras para mostrar que sou rico | Denuncie |

Autor: carlos prates prates
Azeredo e Lessa nos representando deve ser uma piada de mau gosto, só pode! | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.