21°/ 29°
Belo Horizonte,
30/AGO/2014
  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Corpos de vítimas de grave acidente com ônibus na BR-040 começam a ser velados Cinco das 15 pessoas mortas no acidente são veladas em Ipatinga, no Vale do Aço. As outras vítimas foram levadas para cidades da Região do Rio Doce

João Henrique do Vale -

Publicação: 18/03/2012 20:36 Atualização: 18/03/2012 21:30

Familiares e amigos prestam as últimas homenagens às vítimas da tragédia (Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
Familiares e amigos prestam as últimas homenagens às vítimas da tragédia

Os corpos de seis vítimas do grave acidente entre um ônibus e uma carreta, na BR-040, em Felixlândia, Região Central de Minas Gerais, começaram a ser velados na noite deste domingo.No choque morreram 15 pessoas e 17 ficaram feridas. Todos eram funcionários da Conenge Montagem Industrial.

Cinco dos corpos são velados na cidade de Ipatinga, no Vale do Aço. Três estão no cemitério Parque Senhora da Paz, um em uma igreja da cidade e outro recebe as últimas homenagens em casa de parentes. A sexta pessoa foi levada para uma cidade vizinha.

                                                            Veja mais imagens do velório

Todos serão enterrados no cemitério de Ipatinga. Os sepultamentos estão marcados para acontecer na manhã desta segunda-feira. Porém, um coveiro vai ficar de plantão no local, pois a prefeitura autorizou o enterro durante a madrugada, caso as famílias prefiram.

As outras vítimas do acidente serão sepultadas nas cidades de Itaba, Cachoeira Escura, Belo Oriente, e Dores de Guanhães, todas na Região do Rio Doce.

                                                               Confira fotos do acidente

Internados

Seis pessoas que ficaram feridas no acidente seguem internadas em hospitais de três cidades. No Hospital Municipal Monsenhor Flávio da Mota, em Sete Lagoas, duas permanecem na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

No Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), em Belo Horizonte, Wallace Ferreira Silva, 32 anos, e um homem, ainda não identificada, estão no setor de politraumatismo. Segundo a assessoria da unidade, o estado de saúde dos dois é grave.  No Hospital Municipal de Curvelo, uma vítima ainda está no Centro de Tratamento Intensivo (CTI), mas não corre risco de morte. Uma segunda também está internada, mas na ala de obervação ainda sem previsão de alta.

A peça de uma carreta
A peça de uma carreta "rasgou" parte do ônibus


O acidente

O veículo da Conenge, que seguia no sentido Paracatu/Paraopeba, estava atrás de um caminhão de carvão e no sentido contrário vinha a carreta, que transportava um imenso tubo de aço, que excedia os limites laterais, com batedores à frente. O caminhão de carvão teria saído para o acostamento, para dar passagem à carreta, e, interpretando o gesto como um sinal de ultrapassagem, o motorista do ônibus teria seguido para o meio da pista, quando colidiu com a carreta. Com o choque, o tubo invadiu a carroceria do ônibus e a partiu ao meio . Muitos corpos ficaram mutilados.

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Marco Pereira
´humanamente impossível querer entender porque motoristas não pensam o que fazer quando pegam um volante. SABEM DO RISCO SE OUSAREM EM VELOCIDADES, ULTRAPASSAGENS, QUANDO BEBEM E MESMO ASSIM, COMETEM ERROS QUE PODERIAM SER EVITADOS. O RESULTADO? MORTES, MORTES, MORTES... | Denuncie |

Autor: moura moura
Inresponsabilidade do motorista vitimou 15 pessoas,imaginem a velocidade que estava esse ônibus,precisamos de mais profissionalismo no transporte,não podemos conviver com tanta falta de responsabilidade. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.