• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Criminosos explodem caixa eletrônico em Raposos, mas não levam dinheiro Morador chamou a PM depois de ouvir a explosão. Há suspeita de que três suspeitos tenham usado banana de dinamite, mas não conseguiram acessar o cofre

Luana Cruz -

Publicação: 24/01/2012 07:53 Atualização: 24/01/2012 11:54

Cenário de destruição ao lado da Prefeitura de Raposos, na região metropolitana  (Reprodução TV Alterosa)
Cenário de destruição ao lado da Prefeitura de Raposos, na região metropolitana

Mais um caixa eletrônico foi explodido em Minas Gerais. O crime que se tornou comum no estado deixa a população assustada com a ação violenta e ousada de bandidos. Por volta de 3h desta terça-feira, a Polícia Militar (PM) foi acionada por um morador em frente à prefeitura de Raposo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O homem escutou a forte explosão de um caixa eletrônico e viu três suspeitos deixando o local.

Os bandidos tentaram chegar ao cofre da máquina, mas não conseguiram. “O caixa fica ao lado da prefeitura, faz parte do prédio, mas são entradas independentes. O morador que denunciou avistou três pessoas correndo e havia uma caminhonete preta esperando por eles a aproximadamente 100 metros da explosão. O carro ainda deu uma volta porque os suspeitos esqueceram uma alavanca no caixa”, conta o cabo Wagner Santos Faria, 1ª Companhia da PM de Nova Lima.

O impacto da explosão danificou portas e teto, mas não destruiu o cofre do caixa. Segundo Faria, os suspeitos não levaram dinheiro e fugiram. Ninguém foi preso. De acordo com o militar, a máquina da Caixa Econômica ficou destruída. As informações sobre crime serão encaminhadas para a Polícia Federal (PRF) por se tratar de um crime contra instituição federal.

A polícia não soube dizer exatamente qual o artefato usado na explosão, somente a perícia poderá determinar as causas. “Não encontramos vestígios do que foi usado, mas pelo tamanho do estrago não é qualquer bomba. Estamos pensando em banana de dinamite”, conclui o militar.

A onda de explosões e arrombamentos de caixas eletrônicos para roubo já chegou a várias cidades de Minas, com maior incidência no Triângulo Mineiro. Na maioria dos casos, os suspeitos não conseguem levar o dinheiro. Confira outros casos:

24 de janeiro de 2012 - Quatro homens invadiram uma agência bancária no Centro de São Francisco de Sales, no Triângulo Mineiro, e explodiram um caixa eletrônico. Os homens fugiram em um Fiat Uno e, segundo a PM, levaram cerca de R$ 5,5 mil.

21 de janeiro de 2012 -
um caixa eletrônico do Banco do Brasil foi arrombado com um maçarico dentro da Prefeitura do município de Fronteira, no Triangulo Mineiro. Três homens armados entraram na prefeitura, que estava em reforma, e renderam os dois vigias. O valor roubado não foi informado e a polícia.

27 de dezembro de 2011
- bandidos explodiram um caixa eletrônico no Centro de Campina Verde, na Região do Triângulo Mineiro. Os assaltantes chegaram na agência do Banco Sicoob em um Chevrolet Captiva, colocaram explosivos e acionaram. A PM não soube dizer quanto foi roubado.

14 de dezembro de 2011 - banana de dinamite é encontrada em caixa eletrônico no Centro de Guapé , Sul de Minas. O explosivo foi colocado durante a madrugada, mas a ação dos suspeitos não foi concluída.

6 de dezembro de 2011 - criminosos deixaram explosivos em um caixa eletrônico do distrito de São Vicente, em Baldim, na Região Central do estado. Os assaltantes colocaram um artefato no equipamento, mas a bomba não explodiu da forma que deveria, por isso não conseguiram acessar o dinheiro.

6 de dezembro de 2011 -
homens usaram dinamite para explodir três caixas eletrônicos de um posto de combustíveis em Uberaba, no Triangulo Mineiro. Os bandidos chegaram armados, renderam os funcionários da loja de conveniência e inseriram a bomba no caixa. Uma das máquinas foi lançada na B0-050 depois da detonação. A polícia não soube informar se os criminosos conseguiram levar dinheiro.

3 de dezembro de 2011 -
assaltantes explodiram um caixa eletrônico do Banco do Brasil dentro de um shopping, em Conselheiro Lafaiete, na Região Central de Minas. Os ladrões também não conseguiram levar o dinheiro, mas deixaram um rastro de destruição na agência.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: JOSE CARLOS VIANA
Enquanto o Estado brasileiro for tolerante com o crime...a tendencia é só de aumento da criminalidade... | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.