• (8) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Preso um dos traficantes mais procurados de BH O traficante e homicida, Josias Fernando Leite, 20 anos, faz parte da lista do Programa Procura-se, lançado pela Seds. Ele é investigado por nove assassinatos, tem mandados em aberto por homicídio e tráfico de drogas

Luana Cruz -

Andréa Silva - Aqui

Publicação: 19/01/2012 12:06 Atualização: 19/01/2012 13:05

Josias Fernando Leite foi preso em Mateus Leme (Maria Tereza Correia/EM DA Press)
Josias Fernando Leite foi preso em Mateus Leme
Um dos criminosos mais procurados de Belo Horizonte foi preso na manhã desta quinta-feira em Mateus Leme, na Região Metropolitana da capital Horizonte. O traficante e homicida, Josias Fernando Leite, 20 anos, faz parte da lista do Programa Procura-se, lançado pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) para caçar os bandidos mais perigosos do estado.

Josias é o sétimo criminoso preso dos 18 procurados desde o início da campanha. Segundo os delegados Wagner Pinto e Júlio Wilke, o preso é investigado por nove assassinatos, tem mandados em aberto por homicídio e tráfico de drogas. Além disso, é suspeito de envolvimento no crime em uma baile funk, no Bairro Aarão Reis, Região Nordeste de BH, onde duas pessoas morreram e nove ficaram feridas.

De acordo com a polícia, o suspeito comandava o tráfico de drogas na Favela da Sopa e autuava com a venda de entorpecentes nos bairros São Gabriel, São Paulo, Primeiro de Maio e Heliópolis. Com a prisão de Josias, os delegados acharam que o tráfico está enfraquecido na região. O homem seria um dos criminosos mais influentes e articuladores de um grupo conhecido como quadrilha do “Jucão”.

Há alguns meses os policiais monitoravam os passos de Josias e foram no encalço dele na última sexta-feira. Ao fechar o cerco contra o traficante, a polícia foi surpreendida com a fuga dele. Mesmo assim, continuou as investigações e descobriu que ele se escondeu na casa de parentes em Mateus Leme, onde foi preso nessa manhã.

Esta matéria tem: (8) comentários

Autor: William Silva
Se o Ministro da Justiça liberar, os deputados fizerem a lei, e os senadores apoiarem, me candidato a ser executor em pena de morte. Com o maior prazer puxo a corda pra mandar esse tipo de escória pros braços do capeta. | Denuncie |

Autor: Thomaz Turbahndo
aposto que é motoqueiro | Denuncie |

Autor: SCHUPAH KIEDIUVHA
joga no Rio Arrudas | Denuncie |

Autor: Guilherme Animal
Se o japão ou EUA ou etc, tivesse uma terra como à nossa, com todo esse território, clima e demais favoraveis não teria país melhor no mundo para morar, mas nosso povo é só bandido. | Denuncie |

Autor: Guilherme Animal
Sou a favor de fuzilamento em praça publica, assim quem sabe o Brasil não toma o respeito de novo, porq hoje quem manda é só bandido, até porque eles é que nos representa no congresso... Pena um país tão bonito ser poluido por esses trapos... | Denuncie |

Autor: Woshigton Lima de Carvalho
E pensar que se ele ficar mesmo preso, poderá requerer o auxílio reclusão, de míseros 800 reais. Ou seja, pouco mais que um salário mínimo... É muito desigual e ingrato este país! | Denuncie |

Autor: Ricardo Ricardo Antonio da silva
Agora ele vai ficar de boa , com direito a cama e televisão, 4 refeições e mais às assistência religiosa que ocorre constantemente dentro do sistema prisional MG. Precisamos é de leis fortes como ocorre no EUA.Trabalho forçados para esses canalhas, bandidos que destroem famílias. | Denuncie |

Autor: rafael roza
O podemos esperar de um cidadao desses, que com 20 anos ja tem pelo menos nove assassinatos e trafico etc.. E ainda vamos pagar para este homicida ficar na cadeia, depois de um sexto da pena cumprida ele vai voltar pra matar mais gente. Porque nao simular um suicidio doloso? pronto, morreu asfixiado | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Envie sua história efaça parte da rede de conteúdo do grupo Diários Associados.
Clique aqui e envie seu vídeo, foto, podcast ou crie seu blog. Manifeste seu mundo.