Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Você, Empreendedor

SIGA O EM

A escolha do dinheiro

Opção certa na linha de financiamento é chave para o crescimento da empresa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 860138, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/31/651947/20150529141956786742i.jpeg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 31/05/2015 06:04 / atualizado em 31/05/2015 09:29

Jorge Macedo - especial para o EM

Taxa de juros, carência, prazo de financiamento, limite de crédito, garantias. A um novo investidor, planejar as finanças da empresa pode assustar. Mas não há saída. É preciso entender de a a z a matemática financeira para facilitar a rentabilidade da empresa. A simples escolha errada de uma linha de crédito pode custar muito caro para a saúde financeira do negócio.

O diretor da Área de Empréstimos e Financiamentos do Bradesco, João Carlos Gomes da Silva, afirma que 6 mil gerentes da instituição financeira estão à disposição do empresário para orientar o empreendedor a selecionar a melhor linha de crédito. “Nosso principal trabalho é saber o que o empresário precisa de acordo com seu perfil”, afirma. Além do tipo de financiamento, o banco pode auxiliar com a análise de tendências econômicas e até cursos gratuitos para ajudar no aprendizado do cliente. Todo suporte diminui os riscos de inadimplência.

No caso do Bradesco, 90% dos financiamentos de pessoa jurídica são feitos para micro, pequeno e médio empresário. As linhas de crédito variam de acordo com o perfil da empresa. As taxas de juros variam segundo o público-alvo, o prazo para financiamento, as garantias, carência e limite de crédito. Quanto maiores as garantias apresentadas menores serão os riscos e, por conseguinte, as taxas de juros.

Aos iniciantes, o Bradesco dispõe de uma linha de microcrédito para micro e pequenas empresas com faturamento anual de até R$ 120 mil. O financiamento permite ao cliente pegar empréstimo de até R$ 8 mil com taxa mensal de 2,8% para usar como capital de giro.

FRANQUIAS Na semana passada, o banco lançou uma nova linha de crédito voltada especificamente para franquias em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e a Associação Brasileira de Franchising (ABF). O Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) permite ao fraqueado captar recursos com análise facilitada de crédito. Isso porque o fundo garante até 80% da operação, reduzindo o risco de inadimplência. São R$ 25 milhões disponíveis para as operações.

“Muitas vezes, por não ter garantia, o pequeno empresário tem dificuldade para captar. O fundo facilita a análise de crédito”, afirma o diretor do Bradesco. No caso de microempreendimentos, o limite de financiamento é de R$ 60 mil, enquanto para pequenos é de R$ 125 mil. Em ambos os casos, a taxa de juros é de 1,98%, com prazo de 48 meses.

Tags: emp-varejo
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600