SIGA O EM

Preparado para vender

Mais do que eloquência e desinibição, função requer capacidade de ser consultor dos clientes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 860141, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': 'Especialista do Sena, Tiago Carvalho diz que mercado demanda profissional que entenda o consumidor ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/31/651946/20150527135434752668e.jpeg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}, {'id_foto': 860142, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/31/651946/20150529140414148306u.jpeg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 31/05/2015 06:06 / atualizado em 31/05/2015 09:30

Jorge Macedo - especial para o EM

Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press
Mercado automotivo ou de joias? Roupas ou alimentos? Livros ou material esportivo? O senso comum repete que o bom vendedor se adapta a qualquer ambiente de trabalho. Basta eloquência, desinibição e o mínimo de conhecimento do assunto e dos produtos para o profissional ter sucesso em qualquer área do varejo. Engano. A especialização é essencial tanto para o patrão quanto para o funcionário terem êxito no disputado mercado do comércio, diz o especialista em gestão, comércio e inovação do Serviço Nacional do Comércio (Senac) Tiago da Costa Carvalho.

A grande rotatividade no mercado de trabalho faz com que o profissional do varejo busque por vagas em diferentes setores. Com isso, muitas vezes o trabalhador não vai ter conhecimentos específicos sobre todas as áreas. A solução é ter entendimento sobre tópicos comuns a todos os ramos, como gestão, marketing, economia e finanças e gestão de pessoas.

O especialista afirma que o mercado procura por vendedores mais qualificados, capazes de entender a demanda do consumidor. “Ainda temos o retrato daquele profissional que simplesmente convence o cliente a comprar o produto, mas há o outro, que vai prestar consultoria. Ele customiza o atendimento de acordo com a necessidade do consumidor”, afirma.

O Senac dispõe de cursos de curta e longa duração para qualificação do profissional do varejo. Caso a alternativa seja por treinamentos rápidos, uma opção é o curso de técnicas de venda, ofertado tanto em Belo Horizonte quanto nas unidades do interior. O vendedor vai aprender em 45 horas desde matemática comercial até as competências necessárias para o vendedor. Uma alternativa para quem busca algo mais avançado são os cursos de MBA: logística empresarial aplicada ao varejo e marketing em varejo.

Retorno Casada com o proprietário de um sacolão e de uma distribuidora no entreposto da CeasaMinas, a professora de balé clássico Amanda Beatriz decidiu aprimorar o conhecimento para melhorar os negócios da família. Ela se inscreveu em um curso de administração da Faculdade Senac. No sexto período, antes de concluir a formação, Amanda implantou na empresa uma série de ferramentas que aprendeu na escola.

Dos ensinamentos de logística aos do setor financeiro, ela organizou a firma. “Era tudo muito desorganizado. Ele fazia as comprar, negociava com os clientes e só tinha uma secretária. Hoje, a empresa é segmentada em departamentos. Cada um cuida de uma área”, explica. Mas, para quebrar a desconfiança, ela teve que apresentar número por número para comprovar que as medidas dariam retorno financeiro.
Tags: emp-varejo
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600