SIGA O EM

Questão de acabamento

Gestão profissional e foco no cliente levam a ABC a registrar forte crescimento em Minas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 860136, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'ABC da Constru\xe7\xe3o/Divulga\xe7\xe3o ', 'link': '', 'legenda': 'Revenda de materiais usados na finaliza\xe7\xe3o da obra tem hoje 47 lojas em 30 cidades do estado ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/31/651945/20150528114333317875o.jpeg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 860137, 'arquivo_grande': '', 'credito': '', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/31/651945/20150529141043909894o.jpeg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 31/05/2015 06:03 / atualizado em 31/05/2015 09:29

Jorge Macedo - especial para o EM

ABC da Construção/Divulgação

Especialista no varejo de materiais de acabamento para construção, a mineira e familiar ABC da Construção mudou sua trajetória para expandir sua rede de lojas e buscar um novo posicionamento no mercado que gira cerca de R$ 60 bilhões por ano, segundo dados da Associação Nacional de Comerciantes de Material de Construção (Anamaco). A virada veio com a entrada da terceira geração da família Mendonça, que fundou a empresa. Quando Tiago Moura Mendonça assumiu a presidência da empresa, até então estagnada, decidiu implantar na gestão dos negócios os conhecimentos adquiridos no curso de engenharia civil, pela Universidade Federal de Juiz de Fora, no MBA em finanças na PUC-RJ e em gestão de negócios pelo Institut d'Administration des Entreprises (IAE), de Grenoble, França.

Com o apoio da Endeavor, ONG mundial de fomento ao empreendedorismo, Tiago Mendonça profissionalizou e revitalizou os negócios herdados do avô e inovou no conceito de venda de material de acabamento ao levar os vendedores até as obras para orientar os clientes na escolha dos produtos. Com gestão totalmente profissionalizada, em 2011 recebeu o primeiro aporte de um fundo de investimentos, a FIR Capital, e, em 2013, um novo investimento da Conedi, empresa do grupo do empresário Rubens Menin, da MRV.

A virada na estratégia incluiu a expansão dos negócios, e a rede passou de 12 lojas até o fim da primeira década deste século, para 47 pontos de venda em 30 cidades mineiras. A empresa se consolidou como a maior rede especializada em acabamentos de Minas Gerais. Exemplo de sucesso no setor de materiais de construção, a ABC Construção fatura hoje cerca de R$ 200 milhões por ano. E os planos são continuar crescendo e chegar a um faturamento anual da ordem de R$ 500 milhões.
Tags: emp-varejo
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600