Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Você, Empreendedor

SIGA O EM

Loja de mobília para área externa inova nos materiais

Empreendimento é especializado no segmento de alta decoração

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 851514, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Beto Novaes/EM/D.A Press', 'link': '', 'legenda': '"O consumidor est\xe1 tendo mais interesse por design. N\xe3o est\xe1 mais preocupado com o pre\xe7o do m\xf3vel, mas com o que ele tem de valor agregado" - Bruno Dimas, s\xf3cio da Mac M\xf3veis ', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/17/646776/20150513105301740055e.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}, {'id_foto': 851515, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Paulo Henrique Lobato/EM/D. A Press ', 'link': '', 'legenda': 'Em Pitangui, Beatriz Santana usa as folgas para produzir velas decorativas', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/05/17/646776/20150513105919861121u.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 17/05/2015 06:10 / atualizado em 18/05/2015 10:42

Jorge Macedo - especial para o EM

Beto Novaes/EM/D.A Press
A vida de Bruno Dimas, de 36 anos, mudou num bate-papo descontraído com o amigo Vinícius Felipe. Corria um fim de semana de 2010. “Ele me convidou para ser seu sócio numa loja de móveis. Dois meses depois da proposta, assumimos a Mac. Asseguro que valeu bem a pena”. Foi assim que Bruno, bacharel em direito pela Universidade de Itaúna (UIT), suspendeu sua inscrição na seção mineira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para se dedicar ao varejo de mobílias.

A Mac Móveis, com ponto de venda na movimentada Avenida Brasil, no Bairro Santa Efigênia, é especializada no segmento de alta decoração. A empresa é uma franquia da fábrica homônima, com sede em Uberaba, no Triângulo Mineiro, e responsável por trazer da Alemanha para o Brasil a fibra sintética e a técnica de trançagem apropriada. A maioria da produção (cerca de 60%) é artesanal, o que garante uma qualidade melhor das peças.

“Parte do nosso segredo é a qualidade das matérias-primas. Nosso carro-chefe é a mobília para área externa. As peças são feitas com madeira cumaru, uma matéria-prima bem mais resistente a intempéries, faça sol ou faça chuva. A vida útil dela é o dobro das demais madeiras. Dependendo do comparativo, é um período até maior”, garante Bruno, que, na companhia do sócio, participa de importantes feiras do setor.

As idas aos eventos são uma forma de a dupla se manter atualizada às novidades do segmento. Nos cinco anos em que atua no ramo, o ex-advogado observa que o perfil do mineiro na compra de mobília vem mudando. E para melhor: “O consumidor está tendo mais interesse por design. Não está mais preocupado com o preço do móvel, mas com o que ele tem de valor agregado”.

O design no setor moveleiro é uma inovação constante. Mas não é só a qualidade dos produtos que garante à Mac uma clientela fiel. A qualidade do atendimento e a pós-venda são estratégias que também alavancam os negócios da empresa, que funciona num casarão vizinho à Praça Tiradentes, um dos endereços mais nobres de Belo Horizonte.

Paulo Henrique Lobato/EM/D. A Press
“Caso ocorra alguma avaria no móvel, nossa empresa presta a manutenção. Fazemos a reforma, envernizamos. Porém, dependendo da natureza do serviço, encaminhamos a peça para a fábrica, fundada em 1980. É uma assistência técnica, é a pós-venda”, reforça o empreendedor, acrescentando que as mercadorias oferecidas na loja podem ser quitadas em até 10 parcelas mensais sem juros.

A estratégia beneficia o bolso do comprador, sobretudo, em razão de a Selic, a taxa que controla a política de juro no Brasil, ter aumentado muito nos últimos anos. O indicador, atualmente em 12,75% ao ano, era de 7,25% em outubro de 2012, no melhor resultado da série histórica, iniciada em 1986.

 

VELAS DO LUCRO Beatriz Santana Duarte, uma paulistana radicada em Pitangui, no Centro-Oeste de Minas, aproveita o tempo de folga na pousada Vila do Ouro, onde ganha a vida como gerente, para fazer coloridas velas decorativas. As peças maiores saem a R$ 30. “E combinam com todos os ambientes”, propagandeia a moça. Um estudo do Pyxis Consumo, ferramenta de dimensionamento de mercado do Ibope, apurou que o mercado de decoração movimenta mais de
R$ 5,4 bilhões no país.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600