Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Você, Empreendedor

SIGA O EM

Estética/Franchising

Franquias são opção para empreender, mas exigem preparo do investidor

Investimentos começam partindo de R$ 5 mil e podem ultrapassar a casa de R$ 1 milhão, proporcional ao retorno

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/05/2015 06:05 / atualizado em 10/05/2015 07:56

Jorge Macedo - especial para o EM

Beto Novaes/EM/D.A Press

Montar o próprio negócio sozinho ou compartilhar da expertise de um franqueador? O segmento que reúne beleza, saúde, esporte e lazer representa fatia de 18% do mercado de franchising brasileiro, que no ano passado faturou R$ 127,3 bilhões no país. Em 2014, o setor avançou 5% se consolidando como opção para micro e pequeno empreendedor.

Os investimentos em uma franquia começam partindo de R$ 5 mil e podem ultrapassar a casa de R$ 1 milhão, proporcional ao retorno. No mercado existem linhas de crédito específicas para o segmento de franchising. As opções no segmento são diversas, variam de salões de beleza a academias, spas, casa de depilação, serviços estéticos, como design de sobrancelhas, a serviços de manicure e pedicure.

“A franquia é um sistema de cooperativismo”, compara Danyelle van Straten, diretora regional em Minas da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Ela, que também é franqueadora da Depyl Action, rede de 100 lojas especializada em depilação, explica que o sistema envolve a cooperação entre os empreendedores, proporcionando melhores práticas com menor custo. “O sistema de franquias prevê um trabalho do grande fortalecendo o pequeno na ponta”, diz. Para ela, o modelo de cooperativismo pode dar mais força ao empreendedor em momentos de crise da economia.

Legislação

Para quem quer começar, a diretora da ABF orienta que o empreendedor defina o ramo de atividade no qual quer atuar e a partir daí busque informações sobre a lei do setor. “O empreendedor deve observar se o franqueador de seu interesse está cumprindo todas as normativas da lei”, explica. Segundo ela, outro passo importante para quem quer abrir um negócio é observar atentamente a Circular de Oferta de Franquia, documento onde constam os deveres do franqueador e do franqueado. O esperado é que o retorno seja proporcional ao investimento.

Rafael Maia é sócio-proprietário de um salão de beleza da rede de franquias Socila. Ele adquiriu o negócio no Bairro Funcionários há 70 dias. Segundo ele, a rede investe em serviços com preços diferenciados que têm como objetivo trazer o cliente pelo menos uma vez por semana ao salão. Para Rafael, a relação de cooperação faz diferença. “Esta semana, por exemplo, depois de ligar para 52 manicures não consegui uma profissional que atendesse à minha demanda. No mesmo dia a matriz me enviou duas profissionais”, aponta.

O investimento para montar um salão da rede varia de R$ 20 mil a R$ 1,5 milhão, mas segundo o empresário, que antes de ser dono de seu próprio negócio foi diretor comercial da rede, os investimentos mais procurados são aqueles com valores próximos a R$ 120 mil.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600