SIGA O EM

Obesidade

Dieta já: quando excesso de fofura dos Pets liga o sinal de alerta

Renato Zanetti, especialista em comportamento animal lista os mitos e as verdades do que deve ser levando em consideração em relação a obesidade dos pets

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 1118986, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'PetShow/Divulga\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': 'Olho grande! Sim, c\xe3es comem por gula', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2017/04/26/865237/20170426171148374522u.jpg', 'alinhamento': 'center', 'descricao': ''}]

postado em 26/04/2017 17:01 / atualizado em 26/04/2017 17:25

Estado de Minas

PetShow/Divulgação
A obesidade em cães e gatos é muito mais comum do que se parece, é um problema intimamente relacionado com os hábitos alimentares e o sedentarismo dos tutores. O sobrepeso e a obesidade causam outros problemas de saúde, reduzindo a longevidade do pet, assim  como nos humanos, a obesidade está relacionada ao alto consumo de alimento e a baixa atividade física (descartando-se problemas endócrinos). Renato Zanetti  apresenta os mitos e verdade em relação ao que já se ouviu falar sobre obesidade animal
 
1. Obesidade causa outros problemas de saúde para o animal.
VERDADE. Cães e gatos obesos têm um risco maior de apresentar outros problemas de saúde: diabetes, doenças pulmonares e de coração, problemas na articulação, de pele, problemas reprodutivos, intolerância ao exercício, maior estresse calórico, maior risco em anestesias.
 
2. A castração engorda o animal.
VERDADE. Animais castrados têm probabilidade 2x maior de se tornarem obesos em função de alterações hormonais e a redução da atividade física. PORÉM, isto não deve ser motivo para não castrar, pois é possível minimizar o problema com o aumento das atividades físicas e o controle da alimentação.
 
3. A obesidade está relacionada APENAS ao excesso de comida.
MITO. Há duas causas da obesidade: metabólica (menor incidência, cerca de 5%) e comportamental (mais frequente).
Causas metabólicas: problemas endócrinos (disfunção da glândula tireoide, das adrenais, do pâncreas, da hipófise e do hipotálamo.Causas comportamentais: fornecimento excessivo de comida, espaço físico reduzido, sedentarismo, hábitos alimentares prejudiciais.
 
4. Atividade física colabora com a redução de peso.
VERDADE. Aumentar o gasto calórico colabora com a redução de peso SE estiver relacionada com uma reeducação alimentar (tal qual para humanos).
 
5. Cães comem por ‘gula’.
VERDADE. Fome (necessidade fisiológica decorrente do déficit nutricional) é diferente de apetite (disposição em comer sempre). Cães conseguem ingerir uma quantidade de alimento em uma única refeição muito superior ao necessário para sua manutenção. Como não sabem quando será sua próxima refeição, estão sempre dispostos a ingerir alimentos.
 
6. Existe um peso ideal para cada raça (cães e gatos).
VERDADE. Mesmo havendo uma variação de indivíduo para indivíduo, há um padrão de peso para cada raça que pode ser usada como referência para se definir se o Pet está gordinho.
 
7. Existem alimentos que são proibidos para cães e gatos.
VERDADE. Alguns alimentos são apenas tóxicos para cães e gatos, outros são proibidos, podendo ser letais se ingerido em grandes quantidades.
 
8. Posso dar frutas e legumes para cães e gatos.
 VERDADE. Sim, frutas e legumes (que não estiverem na lista dos tóxicos ou proibidos) podem ser oferecidos aos cães e gatos.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600