Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Mundo Pet

SIGA O EM

Mundo peixe

Limpeza do aquário previne seu peixe de doenças

Falta de cuidados com pode causar hidropsia nos peixes, popularmente conhecida como barriga d'água. Tratamento passa por manutenção do recipiente

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 936823, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Aquaflux/Reprodu\xe7\xe3o da Internet', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/10/10/695711/20151007122449196075e.jpg', 'alinhamento': 'left', 'descricao': ''}]

postado em 10/10/2015 06:00 / atualizado em 08/10/2015 11:35

Estado de Minas

Aquaflux/Reprodução da Internet

Muitos aquaristas principiantes encontram problema com os peixes, como a hidropsia, ou barriga d'água, como é popularmente conhecida. A hidropsia não é uma doença, mas apresenta sintomas de uma. A síndrome ocorre quando há retenção de líquidos na cavidade abdominal dos peixes, levando consequências para o restante dos órgãos. Geralmente, isso ocorre porque o nível de proteínas no sangue do peixe diminui muito e acaba levando a uma insuficiência dos rins e do coração do animal.

Como não consegue eliminar água do organismo, ele acaba inchando e assustando os aquaristas, principalmente, os principiantes. Segundo o aquarista e biólogo Fernando Alves, a degeneração do coração e dos rins é causada por toxinas que podem ser de origem fermentativa, tumoral ou parasitária e causada pelas bactérias Pseudomonas puntact e/ou Aeromonas punctata.

A origem da hidropsia tem várias causas, a maioria delas está ligada à inexperiência do aquarista, como da falta de cuidados na manutenção do aquário e a qualidade ruim dos alimentos. Deixar que a água fique poluída demais e a temperatura elevada tornam o ambiente propício para o desenvolvimento das bactérias, assim como o armazenamento do alimento, que, muitas vezes, se encontra em locais de alta umidade. O excesso desses alimentos no aquário também faz com que a água se torne inapropriada para a saúde dos peixes.

A prevenção da barriga d'água é simples e o aquarista precisa se atentar principalmente para a limpeza. O aquário é um sistema fechado, tem autodepuração limitada, ou seja, ele não é capaz de restaurar as características ideais naturalmente. À medida que o nível de poluição cresce, devido às excreções e ao acúmulo de alimentos, essa capacidade diminui e as condições da água vão tornando-se cada vez piores. A prevenção começa desde a compra dos peixes e plantas, pois é importante deixá-los na quarentena antes de colocá-los no aquário, de forma a garantir que eles não apresentem agente patogênico. As condições da água devem sempre estar apropriadas para as espécies que o aquário vai receber.

A água deve ser tratada de tempos em tempos para evitar o ambiente propício para o desenvolvimento das bactérias. A alimentação do peixe também é outro fator importante. Ela deve ser balanceada, vitaminada e variada, observando sempre a sua data de validade.

AGILIDADE Segundo Alves, a hidropsia tem tratamento se iniciado logo que se observar o inchaço. À medida que o tempo passa, o peixe piora e as defesas diminuem, deixando o tratamento cada vez mais difícil. “O inchaço do peixe pode ser tratado, ajudando-o a eliminar a água. Nesse caso, recomenda-se o uso de sal grosso sem iodo. Cerca de uma colher de sopa de sal para 10 litros de água. O uso de antibióticos, como Aureomicina, Terramicina ou Cloromicetina, também é importante e potente na eliminação dos patógenos. Ao observar a barriga d'água, o ideal é procurar um especialista ou aquarista experiente para auxiliar no tratamento”, conclui.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600