Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Mundo Pet

SIGA O EM

Mundo roedor

Chinchilas precisam ser colocadas em locais maiores para evitar conflitos

Esses roedores não dóceis divertidas e tranquilas, gostam de dividir espaço

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
[{'id_foto': 936835, 'arquivo_grande': '', 'credito': 'Ivo Santos/Reprodu\xe7\xe3o', 'link': '', 'legenda': '', 'arquivo': 'ns62/app/noticia_127983242361/2015/10/10/695707/20151007121048157306o.jpg', 'alinhamento': 'right', 'descricao': ''}]

postado em 10/10/2015 06:00 / atualizado em 08/10/2015 11:40

Estado de Minas

Ivo Santos/Reprodução
Dóceis, divertidas e tranquilas. Exceto quando precisam dividir o seu espaço. Diferente de outros roedores que gostam de companhia, como o porquinho-da-índia, as chinchilas preferem mesmo é a sua individualidade. Esses animaizinhos gostam de tocas individuais, e, geralmente, as gaiolas comercializadas oferecem espaço para apenas um roedor. Eles até podem viver juntos, mas o espaço precisa ser amplo, como explica Natália de Melo Moraes, médica-veterinária da Zoovet Consultoria. “Se duas chinchilas forem colocadas no mesmo lugar, certamente haverá conflito. Elas podem conviver bem se colocadas em locais maiores, como viveiros, e com acesso a diversas tocas, para que cada uma tenha a sua.”

 

Segundo Natália, para criar mais de uma chinchila no mesmo viveiro, ele deve ser grande o suficiente para que não ocorram disputas por espaço. O ideal é fazer a aproximação dos roedores quando ainda são filhotes. Se não for possível, o processo de adaptação deve ser feito antes da puberdade, em torno de seis a oito meses de idade. “Uma das chinchilas deve ser colocada em uma gaiola, e essa gaiola, dentro do viveiro. Quando cessarem com o comportamento agressivo, ela pode ser solta.”

Depois de adultas, o processo de adaptação requer mais cuidados e paciência. “A aproximação inicial pode ser realizada primeiramente por meio das próprias gaiolas. Ao aproximar uma gaiola da outra, deve-se manter uma distância mínima de aproximadamente 10cm, a fim de evitar que os animais tenham acesso diretamente entre si e possam brigar ao ponto de se ferirem”, explica.

As chinchilas não precisam ser submetidas de imediato ao contato visual, caso demonstrem estresse excessivo diante da presença de outra. De acordo com a veterinária, o intuito dessa primeira aproximação é permitir que os animais se acostumem ao cheiro um do outro, para então terem o contato direto, de forma gradativa. O período de adaptação entre chinchilas adultas é maior, se comparado a filhotes, podendo durar dias, meses,ou até mesmo nunca ocorrer.

O problema de convivência é natural, principalmente em animais do mesmo sexo, sendo mais frequente entre os machos. Machos e fêmeas podem ser criados juntos, mas o dono deve se atentar à diferença de idade entre eles e à capacidade reprodutiva dos dois.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600