Estado de Minas - Acompanhe as últimas notícias sobre Minas Gerais, economia, política, nacional, internacional, ciência e tecnologia Mundo Pet

SIGA O EM

Pedigree indica pureza da raça e orienta cruzamentos

Certidão de nascimento do bichinho serve também para os criadores indicarem os animais que mais atendem às expectativas dos futuros donos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/06/2015 06:05 / atualizado em 12/06/2015 18:06

Juliana Cipriani /

Arquivo pessoal
Para quem quer levar para casa um cãozinho de uma raça específica, com a garantia das características que lhe são peculiares, uma dica na hora da aquisição é pedir a certidão de nascimento do bicho, que nada mais é do que o pedigree. Além da pureza da raça, o documento serve para os criadores indicarem os animais que mais atendem às expectativas dos futuros donos e pode evitar o sofrimento com eventuais problemas genéticos. Além do papel, os cães oferecidos pelos criadores filiados ao Kennel Club de Belo Horizonte podem ser microchipados, o que lhes vale uma garantia que extrapola a de um banco de dados: localização em caso de perda ou roubo.

Além de trazer toda a carga genética do cachorro, o pedigree serve na hora de orientar cruzamentos que gerem filhotes mais saudáveis. “Para o leigo é apenas uma certidão de nascimento, mas para o criador aquele documento traz, por exemplo, informações do caráter do animal, como ele vai agir”, afirma o presidente do Kennel Club BH, Dino Miraglia Filho. Com 55 anos de trabalho com criação, ele diz que o profissional sério pode dizer a uma família com criança, por exemplo, para evitar uma linha de sangue que tenha cachorros que não se dão com elas.

Miraglia explica que há cães que trazem na carga genética a característica de não viver bem em matilha por serem possessivos e territorialistas. Esses não serão recomendáveis a quem queira um animal para se juntar aos outros pets da casa. O presidente do Kennel conta, por exemplo, de uma cadela que cruzou com o pai, famoso por gerar filhotes bravos, sem paciência com crianças e que não gostam de ser tocados.
O cruzamento entre pai e filha, ao contrário do que muitos pensam, pode ser uma das melhores formas de gerar um cão de raça pura e saudável.

Miraglia explica que há três tipos de reprodução entre os cães. No out-cross são dois cães sem relacionamento genético. Um passo à frente é quando se procuram cachorros com parentesco aproximado, como primos, cujo método é chamado de line-breeding. Já o top dos cruzamentos é o inbreeding, que é o acasalamento de animais com alto grau de parentesco, como pais e filhos ou irmãos.

Os pedigrees são oferecidos pelo Kennel Clube a preços que variam de R$ 46 a R$ 93. São mais de 2 mil criadores cadastrados. Para não sócios o valor dobra. Já os microchips são oferecidos a cerca de R$ 150. Uma ninhada, segundo Miraglia, só pode ser registrada se os pais tiverem pedigree.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
600